Trabalhar no Exterior – 5 Dicas INDISPENSÁVEIS

trabalhar exterior carreira internacional dicas
 

Trabalhar no Exterior – 5 Dicas INDISPENSÁVEIS para quem sonha com uma carreira internacional.

Viajar para vários países, obter certificações internacionais, conhecer profissionais do mundo inteiro e ganhar em dólar são apenas algumas das vantagens de trabalhar no exterior. Mas, para alcançar tal objetivo, faz-se necessário seguir alguns passos e ter persistência nesta caminhada. Para facilitar sua vida e te dar um RÁPIDO GUIA de como chegar lá, Luis Franco (mais de 12 anos de experiência no Brasil e exterior) deixa aqui algumas dicas para você. ANOTE AÍ:

[adrotate banner=”10″]

DICAS INDISPENSÁVEIS

1 – IDIOMA

Este é o primeiro passo e, talvez, o mais importante a ser levado em conta, para quem quer trabalhar no exterior. Falar o idioma do país para o qual você está interessado em trabalhar é primordial. O idioma comercial no mundo todo é o Inglês, mas a depender do país podem ser requisitados outros idiomas como preferência.

Antes de partir para a próxima dica entenda uma coisa muito importante: SEM FALAR INGLÊS NÃO HÁ CHANCE ALGUMA.

2 – QUALIFICAÇÃO

Você precisa se informar sobre o que é necessário em termos de qualificação, documentação (passaporte, visto, certificados) para que você seja elegível a uma vaga em outro país.

PENSA JUNTO COMIGO: O que faria um país, do outro lado do planeta, se interessar em deslocar você para trabalhar lá em vez de usar sua mão de obra? A resposta para isso é bem simples: Necessidade Vs Qualificação. A necessidade surge quando o país não encontra o profissional que precisa e com a qualificação exigida.

Vale a pena lembrar que para se candidatar a uma vaga fora do país só pode ser online. Você precisa ter o seu currículo atualizado e no idioma Inglês de preferência. Você precisa ter um e-mail (claro) e, de preferência, deverá estar conectado com as principais redes sociais (Facebook, Linkedin, Twitter etc.). A maioria das empresas no exterior fazem entrevistas pelo Skype mas, no entanto, o Telefone poderá ser utilizado para falar contigo e checar o seu nível de conversação no idioma estrangeiro. Muitos candidatos nem conseguem passar desta fase. Acredite, até mesmo o aplicativo para celular WhatsApp poderá ser solicitado para facilitar a entrevista.

Linkedin é uma ótima fonte de oportunidades e divulgação de vagas e profissionais. Mantenha seu currículo atualizado e no idioma Inglês. Use e abuse desta ferramenta online. Tenha muito cuidado com as fotos que você publica nas redes sociais pois isto poderá trabalhar contra a sua reputação.

CUIDADO!

Nada de fotos sem camisa, na praia, na piscina, consumindo bebidas alcoólicas, junto com outras pessoas, de óculos escuros ou com vestimentas inapropriadas. Afinal de contas o LinkedIn é uma rede social que irá divulgar você como um profissional, então, SEJA PROFISSIONAL.

[adrotate banner=”11″]

3 – NETWORK

É altamente indicado que você tenha contatos fora do país. Isso irá facilitar, e muito, o empregador internacional a aceitar escolher você para uma entrevista.  Junte-se a grupos que tenham mesmo interesse que você e esteja aberto a receber ajuda, dicas e feedback de quem já está onde você deseja chegar. Observe que para alguém indicar você será necessário que esta pessoa te conheça e confie em você. Portanto lembre-se de que a todo instante nós estamos sendo observados. Mantenha sempre uma postura profissional, mesmo que ninguém esteja perto de você.

4 – CULTURA

Já imaginou você conseguir o seu tão sonhado contrato internacional e quando chegar lá, você simplesmente nada sabe sobre os costumes, a história e a cultura daquele lugar? Provavelmente haverá choque cultural, não acha?

Apenas para te dar um exemplo há países que acham normal:

  • Ter mais de uma esposa – Arábia Saudita;
  • Que mulher não tem muito valor e existe apenas para servir ao homem – Alguns países do Oriente Médio;
  • Que não se usa papel higiênico (apenas se lava com a ducha higiênica ou com uma vasilha com água) – Índia;
  • Que um casal na rua demonstrando carinho é proibido e pode até dar cadeia – Índia;
  • Que portar fotos com nudez ou pornografia no celular pode condenar o dono do mesmo a morte – Arábia Saudita;
  • Que portar drogas é crime punido com a  morte – Arábia Saudita;
  • Que chegar em reuniões ou encontros ANTES ou DEPOIS do horário combinado é falta de respeito – Alguns países da Europa;
  • Que acha normal segurar o funcionário pelo braço no ambiente de trabalho – EUA;
  • Que acha normal gritar com o funcionário e trata-lo com falta de respeito – Alguns países, etc.

Tudo isso parece absurdo? Pois é, trata-se da cultura daqueles países e para eles tudo isso é normal. Conhecer os costumes do país que você vai trabalhar e respeita-los é fundamental para seu sucesso.

[adrotate banner=”12″]

5 – FLEXIBILIDADE

Ser FLEXÍVEL, ou ter “jogo de cintura” para conseguir se ADAPTAR ao ambiente de trabalho, é a CHAVE para aumentar suas chances de sucesso.

Nem tudo são flores e o que será ofertado a você pode não ser exatamente o que você esperava quando se trata em trabalhar no exterior.

Cuidado com suas CRENÇAS – o que é verdade para você pode não ser para outra pessoa.

Cuidado ao externar seus COSTUMES CULTURAIS – o choque cultural pode te afetar profundamente e, tentar entender a cultura do país que vc estará trabalhando te ajudará muito a não cometer gafes e nem ofensas.

Tendo essas dicas em mente e trabalhando cada uma delas em prol de alcançar seu objetivo levará você ao tão sonhado contrato internacional. Estude, pesquise, e esteja preparado quando a oportunidade chegar.

Aproveite e continue conectado com a Click Petróleo e Gás para não perder nenhuma notícia e o principal, sua chance de conseguir uma boa oferta de trabalho. Boa sorte.

[adrotate banner=”13″]

O AUTOR

Luis Franco, (46), natural de Salvador-Ba, Técnico de Segurança do Trabalho (11 anos de experiência offshore), tem duas filhas (8 e 16). Cursou Relações Internacionais na FIB (atual Faculdade Estácio) e começou sua carreira como Segurança do Trabalho em 2005 em uma grande empresa da indústria do Cobre (2 anos na Caraíba Metais – Grupo Paranapanema) e em 2007 foi chamado para trabalhar na Transocean do Brasil (perfuração) e viajou a diversos países a trabalho e cursos. Lá ficou por 10 anos como RSTC (Rig Safety & Training Coordinator) e em 2017 teve concretizado a tão sonhada chance de trabalhar fora do Brasil em um contrato internacional. Atualmente trabalha na Arábia Saudita em uma empresa de Construção offshore – a McDermott (com sede em Houston-USA, e escritório em Dubai – Emirados Árabes).

 

Canal no YouTube:
francopelomundo – https://www.youtube.com/channel/UCEstAkjxRYeQFJdUvqi6Fdw

[adrotate banner=”14″]

 

The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior