Início Suzano divulga intenção de implantar nova fábrica em Aracruz, no Espírito Santo, com potencial de produção de 60 mil toneladas de papel

Suzano divulga intenção de implantar nova fábrica em Aracruz, no Espírito Santo, com potencial de produção de 60 mil toneladas de papel

30 de junho de 2022 às 18:21
Compartilhe
Siga-nos no Google News
suzano, fábrica, espírito santo
Imagem: Reprodução do site “The Capital Advisor”

Com investimento de cerca de R$ 600 milhões, a gigante empresa nacional Suzano pretende construir uma nova unidade industrial no Espírito Santo

A Suzano, maior produtora global de celulose de eucalipto e uma das 10 maiores de celulose de mercado, divulgou no dia 30 de junho que possui a intenção de levar adiante um projeto de construção de uma indústria localizada na cidade de Aracruz, no estado do Espírito Santo. A nova fábrica, que será voltada à produção de papel Tissue e transformação em papel toalha e papel higiênico, teria capacidade de gerar 60 mil toneladas por ano.

A empresa brasileira de papel e celulose – que está recrutando candidatos para vagas de emprego diversas – tem estimativa de realizar um grande investimento na construção da nova fábrica no Espírito Santo, na ordem de 600 milhões de reais, aproximadamente. Além disso, a Suzano afirma que a duração total da construção deve ser de dois anos, considerando a data de aprovação do empreendimento.

Artigos recomendados

Empresa depende de autoridades do Espírito Santo para realizar o empreendimento com créditos de ICMS

De acordo com comunicado enviado pela companhia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e divulgado pelo veículo de notícias Broadcast, a Suzano tem intenção de fazer uso de seus créditos de ICMS disponíveis no Espírito Santo para a construção da fábrica. Confira: “A Suzano pretende realizar o investimento utilizando o saldo de créditos de ICMS que possui no estado, o que dependerá de apresentação de projeto específico e autorização das autoridades competentes”.

Até o presente momento, a implementação efetiva da nova unidade industrial da Suzano no Espírito Santo ainda depende da aprovação legal dos órgãos internos da própria empresa, inclusive do Conselho de Administração. Além disso, está sujeita também à efetivação dos contratos com os fornecedores envolvidos.

Para finalizar, a Suzano destaca: “A construção da nova fábrica em Aracruz está alinhada à estratégia da Suzano de avançar nos elos da cadeia, sempre com vantagem competitiva, como por exemplo no crescente mercado brasileiro de produtos sanitários”.

Sobre a Suzano

A Suzano é uma empresa brasileira de papel e celulose, fundada em 1924. É a líder mundial no mercado de papel, sendo a maior produtora global de celulose de eucalipto e uma das 10 maiores de celulose. A gigante nacional possui sede na cidade de Salvador e sede administrativa em São Paulo, com fábricas espalhadas pelo Brasil e operações em cerca de 60 outros países.

Sua operação está dividida em três unidades de negócio: Papel, Celulose e Florestal.

A companhia possui uma base firme de pesquisa e inovação, além de forte presença internacional, já tendo realizado investimentos diretos em startups. A Futuragene, por exemplo, que consiste em uma empresa de biotecnologia com foco em melhoramento florestal, é atualmente subsidiária integral da Suzano.

Leia também:

Suzano realizará investimento de US$ 70 milhões em programa para o estímulo de startups, com o intuito de impulsionar a inovação aberta na área de baixo carbono

A Suzano, maior produtora mundial de celulose de eucalipto, comunicou o lançamento da Suzano Ventures, o Corporate Venture Capital (CVC) da companhia. A iniciativa destinará US$ 70 milhões em recursos para o investimento e o fomento a startups. Por meio dela, a Suzano espera agilizar o processo de inovação aberta e se tornar uma plataforma global no incentivo ao empreendedorismo voltado a soluções para a bioeconomia com base na floresta plantada.

A empresa declarou, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que o foco dos investimentos realizados pela Suzano Ventures será em tecnologias e aplicações de biomassa celulósica; empresas de agrotecnologia que acelerem a produtividade agroflorestal; embalagens celulósicas e na captura, mensuração e gestão de carbono, em negócios que vão desde a fase laboratorial (pre-seed) até aqueles mais estruturados (series A).

Para saber mais, basta clicar aqui e conferir esta matéria na íntegra.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes