Subsea 7 escolhe a italiana Tenaris para projeto Bacalhau, no pré-sal, da Bacia de Santos

Flavia Marinho
por
-
27-01-2021 18:14:06
em Petróleo, Óleo e Gás
subsea - pré-sal - operadora - tubos

Tenaris e a Subsea 7 se juntam ao rol de empresas que estão trabalhando no primeiro projeto greenfield de uma operadora internacional no pré-sal

Tenaris e Subsea 7 assinaram um acordo para o fornecimento de tubos e serviços de revestimento para o projeto Bacalhau, localizado no pré-sal da bacia de Santos, operado pela Equinor e localizado a 185 km da costa de São Paulo. Procurando emprego? Multinacional líder global em gases e tecnologias, a Air Liquide contrata candidatos sem experiência para vagas de trainee

ANÚNCIO

Leia também

O acordo inclui o fornecimento de 75 km de tubos sem costura para risers e flowlines que serão fabricados em Dalmine, a fábrica de tubos sem costura da Tenaris na Itália.

Após a produção, os tubos serão mecanicamente revestidos com material CRA, projetado para melhorar a resistência à corrosão.

O acordo também inclui revestimento anticorrosivo e de isolamento térmico para 151 km de tubos a serem executados na Confab, unidade de produção da Tenaris em Pindamonhangaba, SP.

Um revestimento anticorrosivo 3LPP será aplicado a 81 km, enquanto que TenCoat™️ Marine 5LPP Syntactic thermal insulation será aplicado a 70 km.

“Este projeto é um grande exemplo da classe mundial de soluções de início de acabamento que a Tenaris é capaz de fornecer a nossos clientes. Fomos escolhidos pela Subsea 7 para apoiá-los com tubos sem costura, revestimento, logística, armazenamento e gerenciamento de projetos, cobrindo também o relacionamento com outros fornecedores”, diz Renato Catallini, Presidente da Tenaris no Brasil.

A Tenaris e a Subsea 7 se juntam ao rol de empresas que estão trabalhando no primeiro projeto greenfield de uma operadora internacional no pré-sal, como a Baker Hughes, a Halliburton e a Schlumberger.

Sobre o campo de Bacalhau, no pré-sal da Bacia de Santos

Descoberto em 2012, o campo petrolífero de Bacalhau está localizado na área do pré-sal da Bacia de Santos, a uma profundidade de aproximadamente 2.050 m (6.725 pés).

Bacalhau é operado pela Equinor com 40% de participação, em parceria com a ExxonMobil (40%) e Galp (20%). A Fase 1 de desenvolvimento prevê uma produção de 220 mil barris/dia, com primeiro óleo programado para 2024.


⇒ Participe dos nossos grupos do Telegram e fique atento a todas as notícias do mercado de energia, empregos, projetos e outros assuntos microeconômicos do Brasil. Nossas informações sempre são direto das fontes e atualizadas. Acesse o Nosso Telegram aqui.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.