Sonda contratada pela Shell chega ao Brasil na semana que vem

Após a chegada em nosso país, ela seguirá diretamente para a Bacia de Campos para perfuração em vários campos da campanha Shell 2018

A Shell contratou a sonda Catarina que pertence a Petroserv por 60 dias para realizar intervenções na Bacia de Campos, a previsão de sua chegada é para domingo ou segunda( 22 ou 23 respectivamente) e os trabalhos serão iniciados maio e podem ser estendidos por mais alguns meses, caso necessário. As atividades de intervenção ocorrerão nos ativos de Bijupirá-Salema e no Parque das Conchas, ao qual também se encontram os campos de Abalone, Ostra e Argonauta. a sonda saiu da cidade de Las Palmas, na Espanha, rebocada por rebocador de porte gigantesco. A saída se deu no mês de março.

Segundo a Shell divulgou, ela terá 15 locais opcionais para intervir. Nos dias de hoje, os campos   Bijupirá-Salem e Parrque das Conchas produzem cerca de 10 mil e 45 mil barris de petróleo por dia, respectivamente falando, sendo que o mais antigo deles está sendo produzido desde de 1993 com a plataforma do tipo FPSO Fluminense. Chegando ao Brasil, a semissubmersível Catarina seguirá diretamente para a Bacia de Campos, onde serão feitos todos os trâmites de liberação e admissão da unidade pela Marinha, Receita Federal e outros órgãos de governo. A contratação da sonda foi acertada em meados de fevereiro.

Além da sonda Catarina, a Shell também abriu um processo de afretamento para perfurar nos ativo de Gato do Mato e Gato do Mato do Sul, localizados na Bacia de Santos. Esta aquisição foi divulgada no início de 2018, mas as negociações ainda não foram finalizadas.Na verdade ela ainda segue avaliado algumas propostas, que serão para um poços que serão perfurados dentro de um ano.

Pode haver ou não contratações adicionais para estas unidades, o que sabemos é que alguns meses atrás, a CEPEM(Centro de Psicologia Empresarial) realizou um grande processo seletivo para ela( confiram a matéria aqui) não sabemos se há brasileiros vindo junto com esta sonda, ou se os trabalhadores já fizeram a integração e já estão engatilhados esperando só para subir na unidade, todo via, esta movimentação na Bacia de Campos vai voltar a trazer muitas alegrias em breve para todos, isto podemos garantir.

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Posted Under
Sem categoria

Sobre Paulo Nogueira

Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.