Porto do Açú e empresários japoneses anunciam operações da ZPE para 2019


Porto do açú empresários japoneses prumo

O Porto do Açú E 120 empresários japoneses participaram ontem de um encontro na Câmara de Comércio e Indústria Japonesa

O Porto do Açu, representantes do Estado do Rio de Janeiro e cerca de 120 empresários japoneses participaram hoje de um encontro na Câmara de Comércio e Indústria Japonesa (RJ). Na ocasião, José Magela, presidente da Prumo Logística, apresentou as oportunidades de investimentos disponíveis no Porto do Açu e ressaltou os benefícios de ter a única Zona de Processamento de Exportação (ZPE) em desenvolvimento na Região Sudeste: “O Porto do Açu oferece excelentes vantagens para a instalação de empresas.

Além de estar localizado estrategicamente próximo aos principais campos de petróleo do país, o Açu já está em operação e conta com área para a instalação imediata de indústrias. O desenvolvimento da ZPE do Açu gera várias possibilidades de negócios para o mercado internacional”. As Zonas de Processamento de Exportações são áreas de livre comércio com o exterior, destinadas à instalação de empresas com produção voltada à exportação. Criada em 2017, por decreto assinado pelo presidente Michel Temer, e com uma área de 2 km², a previsão é que a ZPE comece a operar em 2019.

Quer Trabalhar no Porto?

Interessados em tentarem algumas vagas de trabalho no Porto do Açu, há duas formas de se candidatarem até o momento: Através da Rede de Empregabilidade no endereço www.vagas.com.br/rede-de-empregabilidade ou na Prumo Logística, que é a administradora do Porto no endereço  https://www.vagas.com.br/empregos/prumo-logistica, ambas são por cadastro, então não deixem para depois, porque “HÁ CONTRATAÇÕES ACONTECENDO”. Ela foi destaque na mídia ano passado, como vocês poderão conferir aqui também. Fonte: Prumo Logística

Um passo simples para se trabalhar embarcado mas poucos conhecem...

Um dos mercados mais almejados para profissionais que desejam trabalhar no mar é o offshore, principalmente em navios de cruzeiro, embarcações de apoio e marcantes. As escalas de trabalho são diferenciadas, podendo-se trabalhar apenas 6 meses e folgando mais 6. Assista o vídeo revelador que têm ajudado muitas pessoas no Brasil a ingressar neste mercado aqui.
Categorias: Sem categoria
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.