Petrobras anuncia venda de fatia no campo de Búzios à chinesa CNOOC, por US$ 2,08 bilhões

Roberta Souza
por
-
29-09-2021 15:59:22
em Petróleo, Óleo e Gás
Petrobras – campo de Búzios – pré-sal – Bacia de Santos P-74 no campo de Búzios no pré-sal da Bacia de Santos/ Fonte: Agência Brasil

O valor estimado a ser recebido pela Petrobras à vista, pela parcela de compra do campo de Búzios pela CNOOC, será de US$ 2,08 bilhões

A Petrobras informou hoje pela manhã, quarta-feira (29/09) que a parceira CNOOC Petroleum Brasil manifestou interesse no exercício da opção de compra de parcela adicional de 5% no contrato de partilha de produção do excedente da Cessão Onerosa, para o campo de Búzios, localizado no pré-sal da Bacia de Santos. O impacto na curva de produção da Petrobras com a venda da fatia em Búzios, segundo maior produtor de petróleo do Brasil, só iniciará após o fechamento da transação. Leia ainda esta notícia: Petrobras assina Carta de Intenção com SBM Offshore para afretamento de FPSO para o campo de Búzios, na Bacia de Santos

O acordo entre a Petrobras e a CNOOC pela fatia no campo de Búzios

O impacto na curva de produção da Petrobras com a venda da fatia em Búzios, segundo maior produtor de petróleo do Brasil, só iniciará após o fechamento da transação, não sendo esperada qualquer interferência na meta de extração de 2021, disse a empresa.

A opção de compra pela parceira de fatia adicional no mega campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, já estava prevista no contrato assinado após o leilão do volume excedente ao contrato de cessão de cessão onerosa, em 2019, disse a Petrobras.

O valor estimado a ser recebido pela Petrobras à vista, no fechamento da operação, pela parcela da CNOOC, com base no câmbio de R$ 5,42/US$, será de US$ 2,08 bilhões, sendo: (1) US$ 1,45 bilhão pela compensação, sujeito aos ajustes previstos no contrato, que considera a mesma data efetiva do acordo de coparticipação de Búzios de 01/09/2021 e; (ii) US$ 0,63 bilhão pelo reembolso do bônus de assinatura, referente a participação adicional da CNOOC. Os valores serão atualizados até a data do fechamento da transação.

Recentemente, a estatal recebeu pagamento de US$ 2,9 bilhões do acordo de participação no campo de Búzios

A Petrobras recebeu no dia 24 de agosto, o pagamento à vista no valor de US$ 2,9 bilhões referente às obrigações das parceiras CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda (CNODC) e CNOOC Petroleum Brasil (CNOOC) no acordo de coparticipação no campo de Búzios, localizado no pré-sal da Bacia de Santos. Atualmente, a Petrobras possui 90% dos direitos de exploração e produção do volume excedente da Cessão Onerosa em parceria com a CNODC (5%) e a CNOOC (5%).

A Petrobras afirma que, com o pagamento, emitirá o certificado de adimplência para a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O acordo estará vigente a partir de 1º de setembro, e a CNODC e a CNOOC terão até 30 dias corridos para optarem pela compra de parcela adicional de 5%, cada uma, no contrato de partilha de produção do excedente da cessão onerosa.

Confira ainda: Petrobras fecha contrato com a Saipem e DSME para a construção de FPSO P-79, que será instalado no campo de Búzios, no pré-sal na Bacia de Santos

A Petrobras divulgou a assinatura do contrato com as empresas Saipem e DSME para a construção da plataforma FPSO P-79, que ficará no campo de Búzios, localizado no pré-sal, na Bacia de Santos. O FPSO tem previsão para ser entregue em 2025, e terá capacidade de processamento de 180 mil barris de óleo por dia e 7,2 milhões de m³ de gás por dia. O contrato entre as empresas será no valor de US$ 2,3 bilhões para fornecimento da P-79, oitava unidade a ser instalada no campo de Búzios.

Em nota, a Petrobras diz que o fornecimento do FPSO será resultado da contratação na modalidade EPC (engenharia, suprimento e construção) e da estratégia da estatal de desenvolver novos projetos de plataformas próprias, incorporando as lições aprendidas nos FPSOs já instalados no pré-sal, incluindo aspectos de contratação e construção.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe