Início Paraná receberá investimentos para fornecimento de gás natural da Compagas e NEOgás . Redução de dióxido de carbono (CO2) será de 23%: “solução mais sustentável e competitiva”

Paraná receberá investimentos para fornecimento de gás natural da Compagas e NEOgás . Redução de dióxido de carbono (CO2) será de 23%: “solução mais sustentável e competitiva”

13 de junho de 2022 às 08:10
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Paraná receberá investimentos do Compagas e NEOgás para fornecimento de gás natural. Redução de CO2 será de 23%: "solução mais sustentável e competitiva" - Canva
NEOGás fecha parceria para levar gás natural ao interior do Paraná (PR) – Canva

O projeto pretende deixar as rodovias mais limpas quanto à emissão de dióxido de carbono. 

O estado do Paraná está contando com um projeto-piloto com o intuito de levar o fornecimento de gás natural para o interior em mais de 123 km. O projeto está sendo realizado em parceria com duas instituições, sendo a NEOgás e a Compagas.  Com relação ao mesmo, é estimado que o estado do Paraná se torne um dos primeiros  da região Sul, que também abrange o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, quanto ao ciclo completo de fornecimento de gás via terrestre a partir de uma cadeia. 

O  Diretor Técnico-Comercial da Compagas, Rafael Longo, destacou que está se sentindo positivo com a iniciativa e deverá levar  aos usuários e transportes pesados a viabilidade do uso de gás natural de modo a diminuir exponencialmente a emissão de dióxido de carbono no meio ambiente. A todo, com o uso das novas tecnologias aplicadas, é estimado que a redução do CO₂ deverá ser, no meio ambiente, de ao menos 23%.  O gás natural, de acordo com ele, está sendo uma alternativa mais viável que o uso de diesel. 

Artigos recomendados

Como vai funcionar o projeto de gás natural da Compagas e NEOgás no estado do Paraná? 

Segundo a coletiva de imprensa da Neogás com a Compagas, a iniciativa terá duração de ao menos 30 dias, onde o gás natural deverá ser comprimido pela Compagas e enviado através da estação de Ponta Grossa. Posteriormente, deverá ser transferido em mais de 130 km de distância até chegar à cidade de Arapoti. Esse transporte será necessário  para haver o abastecimento da indústria BO Paper. A Bo Paper  recebe gás natural em grande escala para a realização de seus processos industriais. 

 Indicadores do projeto e o que se espera dele na economia

A NEOgás afirmou que um dos objetivos será medir qual é o desempenho do Scania, uma categoria de caminhão, durante o processo de transporte de gás. Deste modo, os profissionais deverão analisar quais são as características do veículo, qual o seu desempenho na estrada e quais velocidades pode andar em segurança. O uso do caminhão Scania tem intuito de alinhar a redução de emissão de dióxido de carbono junto a diminuição de custos emitidos pela instituição. 

Não é somente no estado do Paraná que a Neogás vem se tornando líder no setor, como também de todo o Brasil quando se fala de GCN. Ao todo, estima-se que enviem mais de 5 milhões de quilômetros de gás por ano e, segundo afirma Neumayer, é esta categoria de gás que permite a sustentabilidade dos caminhões mais pesados em todas as rodovias, fazendo com que elas se tornem mais viáveis para fauna e flora.  Os objetivos do projeto são bastante ambiciosos e estimam que em pouco tempo, se os resultados forem positivos, todos os veículos de transporte farão o uso de gás natural para o transporte de cargas. 

Quando se compara o uso de gás natural ao diesel, é válido salientar que a redução de NOx (óxidos de nitrogênio) é de 90% enquanto a redução de metais pesados dispostos sobre o meio ambiente chega a cerca de 85%. Assim sendo, pode-se dizer que os efeitos do uso de combustíveis mais limpos poderão ser observados a curto prazo e são uma boa forma do país em conseguir alcançar as suas metas climáticas segundo a Cúpula do Clima até o ano de 2030.

Relacionados
Mais recentes