Mineradoras como Vale, CSN, Usiminas e Vallourec suspendem produção em Minas Gerais devido às chuvas

Roberta Souza
por
-
12-01-2022 12:40:18
em Indústria e Construção Civil
Minerado - Minas Gerais - Chuvas Foto: reprodução




Chuvas em Minas Gerais provocam interrupção da produção de mineradoras

O estado de Minas Gerais vem sendo atingido por chuvas tão fortes que foi necessária a paralisação da produção das mineradoras. Dentre as mineradoras paradas se destacam a Vale, uma das maiores fornecedoras de minério de ferro do mundo, a CSN, Usiminas e Vallourec, cuja produção foi interrompida pela Justiça depois do transbordamento de um dique na barragem.

Veja também:

Durante a manhã do dia 10, a Vale afirmou que precisou suspender parcialmente sua produção nos sistemas Sudeste e Sul. De acordo com a mineradora, a decisão objetiva garantir que os empregados estejam em segurança, devido ao nível das precipitações em Minas Gerais. Mesmo com a situação, o planejamento da Vale já contempla o período de chuvas, mantendo a estimativa de produção de minério de ferro entre 320 e 335 milhões de toneladas.

A mineradora destacou que segue acompanhando as chuvas em Minas Gerais e tendo suas barragens monitoradas o dia todo e em tempo real. A forte apreensão das mineradoras é quanto à segurança das barragens, devido às recentes tragédias em Mariana e Brumadinho.

Em relação à Mineração Usiminas, a produção em Minas Gerais será retomada quando houver condições climáticas favoráveis ao funcionamento adequado dos equipamentos e após uma revisão das instalações. A empresa afirma que, por enquanto, a paralisação da mineradora não afetará sua produção de aço, pois há estoque.

Por sua vez, a CSN disse que a operação da mina Casa de Pedra está temporariamente parada, podendo retornar às atividades nos próximos dias. No Rio, também em razão das chuvas, a ação de carregamento de minério no Terminal de Carvão no porto de Itaguaí, está suspensa.

 Segundo especialistas consultados pelo Estadão, ainda é cedo para saber o impacto nos volumes de produção de minério previstos para este ano – e se terá pressão quanto aos valores da commodity, considerando que o Brasil é um grande exportador do insumo.

“Paralisações de curto prazo”

O presidente do conselho diretor do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Wilson Brumer, afirma: “Acredito que são paralisações de curto prazo, assim como não antevejo potencial de alterações nas projeções. A minha percepção, no caso de exportações, é que existem estoques nos portos para atender à demanda. E, no caso do mercado interno, há estoque nas usinas”.

Janeiro é tipicamente chuvoso, embora neste ano as chuvas estejam mais acentuadas, ainda é normal, conforme analistas do BTG Pactual. No entanto, concordam com as paralisações em Minas Gerais: “Após os incidentes de barragens do passado, saudamos a abordagem de tolerância zero que as mineradoras estão adotando no País para minimizar os riscos operacionais”.

Minas paradas

No Sistema Sudeste, foram suspendidas as minas da Vale de Mariana e Brucutu. Já no Sistema Sul, devido à interdição da estrada BR-040 e da MG-030, a produção geral dos complexos foi paralisada. O Sistema Norte da mineradora não foi afetado e continua funcionando normalmente. O BTG enfatizou que um terço da capacidade da Vale está suspensa atualmente.

No caso da CSN, a produção de sua mina principal, a Casa de Pedra, localizada em Congonhas, Minas Gerais, foi afetada. Já a Usiminas, suspendeu toda a produção de minério de ferro até então.

Pequenas minas também foram afetadas

Além das grandes mineradoras, as de pequeno porte também aguardam o fim das chuvas para reiniciar a produção. Um exemplo é a Atlântica Mineração, que precisou suspender suas obras de expansão em decorrência da situação. “Estamos com duas minas para iniciar a operação e não conseguimos sequer levar os equipamentos, pois temos que fazer algumas melhorias nas vias de acesso”, diz o diretor da mineradora, Maurício Índio do Brasil.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos