Início Mineradora Vale anuncia investimento de R$ 2 milhões em projeto de descaracterização de barragens em Minas Gerais

Mineradora Vale anuncia investimento de R$ 2 milhões em projeto de descaracterização de barragens em Minas Gerais

23 de junho de 2022 às 22:16
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A companhia de mineração Vale agora busca garantir mais segurança às operações de Minas Gerais e anunciou um investimento bilionário no projeto de descaracterização de cinco barragens no estado até o final do ano de 2022.
Foto: Reprodução/Vale

A companhia de mineração Vale agora busca garantir mais segurança às operações de Minas Gerais e anunciou um investimento bilionário no projeto de descaracterização de cinco barragens no estado até o final do ano de 2022.

A mineradora Vale anunciou na última quarta-feira, (22/06), o seu novo projeto de descaracterização de barragens no estado de Minas Gerais, como forma de evitar possíveis desastres no futuro na região. Assim, a empresa fará um investimento de R$ 2 bilhões ao longo dos próximos meses para garantir a finalização das operações de mais cinco barragens localizadas no estado mineiro, e pretende unir seus esforços para que a entrega da descaracterização aconteça no período previsto.

Projeto de descaracterização de barragens da Vale no estado de Minas Gerais contará com um investimento total de R$ 2 bilhões até o fim do ano de 2022

Os últimos anos se tornaram cada vez mais sensíveis no setor da mineração em relação à utilização de barragens nas plantas de produção mineral, em razão dos desastres ambientais acontecidos em Mariana e Brumadinho. Dessa forma, seguindo as recomendações da Agência Nacional de Mineração (ANM), diversas companhias do setor estão investindo em obras de descaracterização das estruturas em todo o Brasil, mas principalmente no estado de Minas Gerais, onde elas se concentram. 

Artigos recomendados

Por isso, a companhia de mineração Vale anunciou nesta quarta-feira o seu mais novo projeto de descaracterização de barragens para o ano de 2022, que contará com um investimento total de R$ 2 bilhões e deverá ser finalizado até o final do ano.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

Dessa forma, a empresa pretende encerrar o ano com 12 de suas 30 barragens a montante eliminadas, o que representará o investimento bilionário, revertido na realização de obras de descaracterização das estruturas, que necessitam de equipamentos e mão de obra qualificada para garantir mais segurança no plano de obras. 

Agora, a Vale pretende realizar a descaracterização de novas 5 barragens localizadas no estado de Minas Gerais, como forma de acelerar o projeto de finalização dessas estruturas ao longo dos próximos anos. As estruturas que passarão pelo processo são o Dique Auxiliar da Barragem 5, na Mina Águas Claras, em Nova Lima; os Diques 3 e 4, da barragem Pontal; a barragem Ipoema, em Itabira; e a Barragem Baixo João Pereira, em Congonhas. Todas essas são localizadas no estado de Minas Gerais e podem apresentar riscos ao meio ambiente no entorno das instalações. 

Projeto de descaracterização de barragens da mineradora iniciou há quatro anos, mas ainda precisa de um forte investimento para finalização nos próximos anos

O interesse da mineradora Vale na realização da descaracterização das barragens não é de agora e a empresa já está com seu projeto para a finalização das estruturas há quatro anos, realizando um investimento bilionário até o momento. Isso, pois, segundo os dados da própria empresa de mineração, já foram aplicados aproximadamente R$ 4,3 bilhões até o momento nas obras de descaracterização das estruturas.

Além disso, a companhia prevê um investimento total de R$ 20 bilhões até o ano de 2035, como forma de conseguir realizar a descaracterização de todas as barragens e acabar com as estruturas existentes antes de desastres como os de Brumadinho e Mariana, em Minas Gerais.

No entanto, até o momento atual, apenas sete estruturas foram eliminadas, sendo quatro em Minas Gerais e três no Pará, mas a empresa pretende finalizar o ano de 2022 com 12 barragens inoperantes na região. 

Assim, a empresa afirmou que as 12 barragens que terão sido descaracterizadas até dezembro representam um volume total de 46,9 milhões de metros cúbicos de rejeitos e garantirão mais segurança ambiental na região, evitando que esses resíduos possam causar desastres novamente no estado.

Relacionados
Mais recentes