Karoon fecha contrato com a Maersk para realizar intervenção em quatro poços de petróleo na Bacia de Santos

Roberta Souza
por
-
20-04-2021 15:04:20
em Petróleo, Óleo e Gás
Maersk – Bacia de Santos - bacia de santos Plataforma semissubmersível da Maersk Developer/ Fonte: Offshore

O contrato entre a Karoon e a Maersk será utilizado por uma plataforma para intervenção em quatro poços de petróleo, no campo de Baúna, na Bacia de Santos

A Maersk Drilling, empreiteira de perfuração offshore, assinou um contrato com a Karoon Energy para realizar a intervenção em quatro poços de petróleo no campo de Baúna, localizado na Bacia de Santos. A Maersk disse que o contrato está previsto para começar no primeiro semestre de 2022 e será válido por 110 dias.

Contrato entre a Karoon e a Maersk

O valor total do contrato é de aproximadamente US$ 34 milhões, incluindo os custos de modificação e mobilização da plataforma. O contrato inclui a opção de aumentar o tempo de perfuração em até 150 dias, para realizar intervenções nos campos de petróleo de Patola e Neon, também localizados na Bacia de Santos. 

O COO da Maersk Drilling, Morten Kelstrup, diz que eles estão muito satisfeitos em assinar o contrato com a Karoon. Ele ainda disse que será a primeira vez que uma sonda da empresa realizará operações offshore no Brasil. Morten ainda ressalta que estão ansiosos para entrar nesse mercado offshore e trabalhar com a Karoon no campo de Baúna, na Bacia de Santos. 

Dr. Julian Fowles, CEO e diretor administrativo da Karoon Energy, disse que a empresa está satisfeita com o acordo entre as duas empresas, e ainda afirma que espera atuar com grande colaboração com a Maersk Drilling.

Karoon adquire campo de petróleo da Petrobras na Bacia de Santos

Em novembro do ano passado, a Karoon fechou contrato com a Petrobras pela a compra do campo de Baúna, localizado na Bacia de Santos, pelo valor de US$ 285 milhões, que pode ser pago até 2026.

Segundo a estatal, a Karoon pagou US$ 150 milhões para concluir a transação, que se somaram aos US$ 49,9 milhões pagos em julho de 2019, quando foi assinado o contrato de venda. As parcelas restantes, estimadas em cerca de US$ 40 milhões, serão pagas pela Karoon em 18 meses. Ambas partes concordaram que a Petrobras receberia a parte contingente do preço antes de 2026, no valor de US$ 285 milhões. A estatal acrescentou que, com esta transação, a Karoon passará a ser a operadora da concessão com 100% de participação.

Campo de Baúna, na Bacia de Santos

O Campo de Baúna está localizado na parte sul da Bacia de Santos. Ele se originou dos antigos blocos exploratórios SM-1288 e SM-1289, e foi descoberto por 1-BRSA-607-SPS (1-SPS-56) e 1-BRSA -658-SPS, em 2008. O poço de petróleo que se encontra na Bacia de Santos, está a cerca de 210 quilômetros do litoral sul do estado de São Paulo, com lâmina d’água entre 225 e 295 metros. 

O sistema de coleta de Campo de Baúna conecta 6 poços produtores de petróleo, 3 poços injetores de água e 1 injetor de gás ao FPSO, na cidade de Itajaí. O fluxo de óleo é realizado através da bomba de saída e da mangueira flutuante conectada ao reservatório de alívio de pressão. A maior parte do gás natural produzido é reinjetado nos reservatórios da área de concessão como forma de recuperação secundária e consumido no “gas lift” dos seus poços produtores.

A plataforma semissubmersível que atuará na Bacia de Santos

Maersk Developer é uma plataforma semissubmersível de posicionamento dinâmico estabilizada por colunas DSS-21, capaz de operar em profundidades de água de 10.000 pés. Ele foi entregue em 2009 e, atualmente, está operando próximo à costa do Suriname. Logo, a plataforma chegará na Bacia de Santos para atuar no campo de Baúna. 

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos