Home > Sem categoria

Ibama libera e CGG vai iniciar campanha sísmica para grandes Petroleiras

Renato Oliveira
por
-
01-07-2019 10:34:58
em Sem categoria
campanha sismica Petrobras

Petrobras, Chevron, Repsol, ExxonMobil, BP e Shell tem concessões na área a ser mapeada pela CGG. Licença do Ibama é válida até 31 de março de 2020

Uma Área de 35.806 km2 acaba de receber licença do Ibama para ser alvo de uma campanha sísmica na bacia de Santos. A CGG foi a empresa escolhida pelas petroleiras Petrobras, Chevron, Repsol, ExxonMobil, BP e Shell que detém ativos na área.
A CGG deve utilizar sua embarcação de nome “Geo Caribbean” e a licença conseguida na semana passada tem validade até 31 de março de 2020.

O projeto está sendo chamado de Santos Fase IX e a CGG vai coletar dados sísmicos em áreas que foram adquiridas por grandes petroleiras nos últimos leilões do pré-sal.

Podemos citar como exemplos, os blocos e Alto de Cabo Frio e Alto de Cabo Frio Central, arrematados pela Shell e Petrobras,
respectivamente, no 3o leilão de partilha.

Áreas arrematadas nos blocos de Saturno e Titã, pela Shell e ExxonMobil no 5o leilão de partilha, também serão alvos da campanha da CGG, juntamente com áreas que foram adquiridas na 15a rodada da ANP pelas petroleiras Petrobras, Chevron, Repsol, ExxonMobil, BP e Shell.

Sobre a CGG

A CGG é líder em geociências de ponta, fornece uma gama exclusiva de tecnologias, serviços e equipamentos projetados para adquirir dados e imagens extremamente precisos do subsolo da Terra.

A empresa Também fornece softwares e serviços de última geração para analisar esses dados e desenvolver um entendimento mais profundo do subsolo para exploração, produção e otimização de reservatórios de petróleo e gás.

Leia também ! A Perenco estenderá nos próximos 20 anos a produção dos campos de Carapeba, Pargo e Vermelho, em águas rasas da Bacia de Campos.

Tags:
Renato Oliveira
Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships.