Estaleiro Rio Grande retoma os trabalhos e está com 500 oportunidades de emprego

Roberta Souza
por
-
08-09-2021 14:57:06
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Estaleiro – emprego Estaleiro Rio Grande/ Fonte: Grupo Oceano

O Estaleiro Rio Grande irá reparar a embarcação Siem Helix I. Há vagas de emprego para soldadores, mecânicos, encanadores

No estado do Rio Grande do Sul, o Estaleiro Rio Grade retomou as operações após 5 anos. O navio Siem Helix I, embarcação de estimulação de poços que opera na Bacia de Campos, ingressou no dique seco do empreendimento, onde permanecerá por cerca de 45 dias para a realização de reparos. Com a operação, cerca de 500 novos empregos estão abertos para pintores, encanadores e mecânicos. Leia ainda esta notícia: Estaleiro Jurong Aracruz contrata para muitas vagas de emprego

A geração de empregos no local

A retomada do Estaleiro Rio Grande reaqueceu a economia do estado do Rio Grande do Sul, com a abertura de 500 vagas em diversas áreas do setor naval, especialmente para pintores, soldadores, mecânicos e encanadores. QUEM ESTIVER INTERESSADO PODE ENTRAR EM CONTATO POR E-MAIL: [email protected].

Por quatro anos, a construção de plataformas para a extração de petróleo movimentou as atividades do estaleiro. Nesse período, o setor naval da cidade chegou a contar com 30 mil trabalhadores. Mas, em 2016, ele passou a sofrer os impactos da Operação Lava-Jato, que apurou desvios em contratos da Petrobras.

O trabalho no navio marca a retomada das operações do Estaleiro na área naval, após o encerramento das atividades em 2016, por conta da crise do setor. Desde então, a Ecovix, proprietária do espaço, passou por um processo de recuperação judicial e, nos últimos dois anos, vinha atuando para diversificar os serviços no empreendimento. O Siem Helix I tem 158,59 metros de comprimento por 36,8 metros de largura. O serviço será feito em parceria entre a Ecovix e a DockBrasil, empresa do Rio de Janeiro que atua com reparação naval. No total, serão gerados 500 empregos para as atividades na embarcação, além de todo o movimento na cadeia econômica que será impulsionado pela atividade em Rio Grande.

A retomada do Estaleiro Rio Grande

O retorno das operações navais do estaleiro é visto com otimismo pelo prefeito de Rio Grande, Fábio Branco. O gestor espera que essa operação seja o início de um novo ciclo virtuoso para o Estaleiro e toda a região. “É um marco, sem dúvida. A movimentação no empreendimento promove mais empregos não só na atividade direta, mas em todas as áreas, como alimentação, hotelaria e demais serviços. É uma conquista para todos, que contribui para a retomada da autoestima da cidade e da região”, destaca.

Superintendente dos Portos do RS, Fernando Estima lembra que o governo gaúcho tem trabalhado para tirar do papel o projeto Rio Grande – Porto Indústria. O objetivo é justamente atrair novos investimentos e otimizar a utilização das áreas portuária e retroportuárias. “Atividades de reparo naval sempre estiveram no horizonte, pois temos aqui um estaleiro com alta tecnologia empregada, além de mão-de-obra qualificada. A retomada de atividades de reparo e construção naval, com geração de empregos, é fundamental para viabilizar o futuro das áreas de estaleiro”, avalia Estima.

No período de 2016 a dezembro de 2020, as áreas e o dique do Estaleiro permaneceram totalmente obstruídas com blocos de plataformas remanescentes dos contratos de FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás), suspensos há cinco anos. Após a desobstrução, foi possível obter novos negócios na área naval.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe