Equinor contrata 50 trabalhadores offshore para três plataformas fixas e um FPSO

Equinor Offshore Rio de Janeiro Petróleo pré-sal Peregrino

O anúncio foi feito pela própria norueguesa a interessados que desejam atuar nos ativos no campo de Peregrino, pela sua base operacional do Rio de Janeiro em atividades offshore

Você que é um profissional offshore e deseja trabalhar na gigante do petróleo Equinor, há chances reais de estarem concorrendo à vagas de empregos nos ativos que norueguesa detém no Brasil e que ela ainda investirá até 2030, com foco nos campos maduros. Segundo anunciou a operadora esta semana, os candidatos serão selecionados para exercer atividades em duas plataformas fixas e um FPSO ( Unidade flutuante de armazenamento e transferência).

“Estamos recrutando mais de 50 pessoas para trabalhar em diferentes funções offshore no campo de Peregrino, onde temos duas plataformas fixas e um FPSO, e em breve receberemos mais uma plataforma fixa. Esse processo é parte de um ajuste organizacional que visa um modelo de operações sustentável para as ambições da Equinor no Brasil, que incluem a expansão de suas atividades offshore. Nosso objetivo é reforçar o DNA Equinor em nossas operações, com foco em segurança e eficiência. Vamos trabalhar juntos nisso?” Completa a Equinor em comunicado oficial no último dia 6 de setembro.

Cargos Offshore/ onshore na Equinor Brasil

Clique sobre cada um dos nomes individualmente ou acesse a página de carreiras principal aqui. Vale lembrar que as candidaturas encerram-se no dia 16 de setembro.



Muitos têm reclamado com o Click Petróleo e Gás a respeito de contratos intermitentes, modelo atual escolhido por prestadores de serviços de manutenção offshore que atuam no Brasil. Se quiserem um pouco mais de estabilidade na profissão, o melhor a se fazer hoje em dia é focar nas operadoras e empresas de Subsea. Por que estamos dizendo isso? Simples! Um FPSO opera em média por 25 anos, contratos de manutenção ou parada duram meses ou apenas por demanda.

Citando alguns exemplos: BG Brasil, BHP Billiton, BP do Brasil, Chevron, Exxon Mobil, Maersk Oil, PetraEnergia, Petrorecôncavo, Enauta, Repsol Sinopec, Shell, Equinor, Total E&P do Brasil entre outras

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Paulo Nogueira

Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, com experiência no setor O&G em empresas nacionais e internacionais.