Início Energia renovável – Ambev irá construir 48 usinas solares nos centros de distribuição da empresa em todo o Brasil

Energia renovável – Ambev irá construir 48 usinas solares nos centros de distribuição da empresa em todo o Brasil

13 de novembro de 2020 às 13:54
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Ambev, energia renovável, usinas, solar
Painéis de energia solar

A Ambev, empresa fabricante de bebidas, está investindo em fontes de energia renovável. 51 mil painéis solares serão instalados pelo Brasil

A Ambev, líder na fabricação de bebidas, anunciou que construirá 48 usinas de energia solar para abastecer 94 centros de distribuição em no Brasil. O plano faz parte do compromisso da empresa de que até 2025, a empresa consumirá 100% da energia renovável e reduzirá as emissões de carbono em 25%. Serão instalados 51 mil painéis solares, com capacidade de geração de 19 megawatts (MW), o suficiente para abastecer 15 mil casas.

Confira ainda outras notícias do dia:

As usinas solares serão construídos em 21 Estados e no Distrito Federal, onde a Ambev atua. O projeto será realizado em cooperação com a Solution, GD Solar e Gera Energia, que reduzirá 46 mil toneladas de CO² anualmente. Eles serão responsáveis ​​por todo o projeto e entregarão energia para a Ambev em um contrato de 10 anos. Após esse período, os fabricantes de bebidas terão a opção de adquirir unidades.

No mês passado, foi inaugurada em Anápolis, no Estado de Goiás, a primeira usina solar do projeto. A planta é construída no formato da marca Budweiser e fornecerá serviços no local para os quatro centros de distribuição da empresa. Até dezembro, mais 20 unidades serão inauguradas, e as demais deverão ser utilizadas no final do primeiro trimestre do próximo ano.

Leonardo Coelho, diretor de Sustentabilidade e Suprimento da Ambev, ressalta que a ideia do projeto solar surgiu de uma iniciativa para fornecer energia para a cervejaria do grupo. No ano passado, a Budweiser da Ambev anunciou a construção de um parque eólico de 80 MW na Bahia. O empreendimento será construído em cooperação com a gestora de investimentos Casaforte, que deverá entrar em operação no início de 2022, e fornecerá 100% do consumo das cinco cervejarias que produzem Budweiser no país.

Relacionados
Mais recentes