Dois trabalhadores offshore morrem em plataforma da Shell

Shell

Dois trabalhadores, supostamente marítimos, morreram em um incidente a bordo da plataforma Auger da Shell no Golfo do México.

De acordo com a Reuters, o incidente aconteceu no domingo de manhã (30/6) durante um teste relacionado a “capacidade de lançamento e recuperação de bote salva-vidas” na plataforma Auger de águas profundas.
A revista Offshore Energy Today entrou em contato com a Shell e o Escritório de Execução de Normas de Segurança e Meio Ambiente (BSEE na sigla em Inglês), buscando a confirmação do relatório e mais informações.

O BSEE foi indicado pela Guarda Costeira dos EUA como a principal agência federal. A Guarda Costeira dos EUA ainda não respondeu à solicitação de comentários da revista Offshore Energy Today.

A Shell não divulgou maiores informações, o que ficou de fazer assim que as causas dos acidentes forem melhor apuradas.

O local do acidente

Quanto à plataforma Auger, em 1994, foi a primeira plataforma de “Tension leg” do mundo, operando no Golfo do México, ancorado no fundo do mar a 830 metros (2.720 pés) de lamina d’água.

A vida útil da plataforma foi prolongada quando, em 2014, começou a produzir energia a partir do campo vizinho de Cardamomo.
A Shell é uma empresa multinacional petrolífera anglo-holandesa, que tem como principais atividades a refinação de petróleo e a extração de gás natural.

Leia também ! TechnipFMC fatura grande contrato de risers e umbilicais na Índia

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)