Bosch aproveita vácuo no mercado global de semicondutores para abrir 03 novas fábricas

Valdemar Medeiros
por
-
03-11-2021 11:21:15
em Automotivo
Bosch - semicondutores - fábrica - fábricas Acesso a área principal da Bosch – Foto: Shutter Stock




Aproveitando a crise de semicondutores que vem assolando vários setores, a Bosch anunciou 400 milhões de euros em investimentos para a construção de 03 novas fábricas na Alemanha e Malásia

Aproveitando a crise que assola o mercado mundial de semicondutores, a Bosch está dando uma resposta mais rápida aos problemas gerados pela falta desse item na manufatura de produtos. Alguns meses após a abertura da fábrica de produção de semicondutores na Alemanha, na cidade de Dresden, a companhia agora anunciou um investimento de 400 milhões de euros para o próximo ano, voltados para a construção de novas fábricas.

Leia também

Bosch planeja construir novas fábricas para suprir a demanda dos semicondutores

Os investimentos anunciados pela empresa são voltados para a expansão das fábricas de Dresden e Reutlingen, ambas na Alemanha e em um novo centro de teste para semicondutores em Penag, na Malásia.

O CEO mundial da Bosch, Volkmar Denner, afirma que as demandas por semicondutores aumentam em uma velocidade vertiginosa. Sendo assim, a empresa está expandindo de forma exponencial a produção desse item para que os clientes sejam atendidos da melhor forma.

Deste investimento em novas fábricas, grande parte será voltado para a expansão da unidade em Dresden. Aproximadamente 50 milhões de euros também serão destinados à ampliação da unidade em Reutlingen, próximo a Stuttgart e ao total, serão 150 milhões de euros em novas salas limpas para procedimentos industriais até 2023. Por fim, a empresa construirá um centro de testes na Malásia, em Penang, que em 2023 será responsável por realizar testes dos novos chips semicondutores e sensores.

Bosch já atua há 60 anos no mercado de semicondutores

De acordo com Denner, os investimentos em novas fábricas mostram, mais uma vez, a importância estratégica da empresa de ter sua própria capacidade de produção para a tecnologia core de semicondutores.

A microeletrônica é um fator essencial para o sucesso de todos os setores de negócios da Bosch. Devido ao grande potencial deste setor, a empresa já fabrica semicondutores há mais de seis décadas. Por conta do alto conhecimento de microeletrônicos e da expertise em softwares e eletrônica, a Bosch é uma das raras companhias que combinam a vantagem competitiva com a produção de semicondutores para suprir a demanda de aplicações automotivas e eletrônicos de consumo.

Desde que a tecnologia de 200 milímetros foi implementada em 2010, a Bosch investiu mais de 2,5 bilhões de euros em suas novas fábricas de semicondutores apenas em Dresden e Reutlingen. Além disso, bilhões de euros foram investidos na criação da microeletrônica.

Conheça a Bosch

Em 1886, foi fundada a Oficina de Mecânica de Precisão e Engenharia Elétrica, por Robert Bosch, em Stuttgart. Essa data marca o nascimento de uma companhia que, atualmente, opera de forma mundial.

Desde seu início, foi caracterizada pela sua inovação e pelo seu comprometimento social. O Grupo chegou na América do Sul em 1924 e, ao Brasil em 1954, suas unidades estão situadas em Campinas, Sorocaba, São Paulo, Simões Filho e Curitiba. Ao total, a empresa gera emprego a aproximadamente 11 mil colaboradores, faturando cerca de R$ 4,5 bilhões por ano no país.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.