A plataforma P-71 da Petrobras Chega ao Brasil e vai gerar cerca de 6 mil empregos no estaleiro Jurong Aracruz


P-71 Petrobras Estaleiro EJA Jurong Aracruz

Este FPSO da Petrobras teve o casco construído na China e terá a Instalação dos módulos e a integração feita no Jurong (ES).

Conforme o o cronograma da Petrobras, finalmente o plataforma de petróleo do tipo FPSO, a P-71, chegou ontem(15) em águas brasileiras e já está sendo preparando para o início das obras de integração e montagem dos módulos.

A unidade será destinada ao Campo de Sururu, na Bacia de Santos, no Rio de Janeiro. A construção inicial da P-71 foi finalizada em 03 de dezembro na China e aprovada pela Petrobras. Desde então, a plataforma iniciou seu retorno para o Brasil, cujo tempo estimado de trajeto é cerca de 03 meses, sendo conduzida por rebocadores oceânicos.

O Estaleiro Jurong prestará serviços à Petrobras para a construção e montagem dos módulos da P-71, que representam o conjunto dos equipamentos e válvulas responsáveis pela operação do FPSO. Estima-se que as atividades no estaleiro devem durar aproximadamente 1 ano e meio e vagas de emprego serão geradas nesse período. Cerca de 2 mil diretos e 4 indiretos. Vejam a Betun Engenharia e sua equipe a bordo da unidade realizando os primeiros trabalhos:

Petrobras estende contrato de manutenção de sondas com a Forship Engenharia

Forship Engenharia comemora a extensão de 18 meses em contrato de manutenção nas sondas da Petrobras. A empresa já atua por dois anos na manutenção de embarcações. O que demonstra um forte reconhecimento aos serviços prestados pelo time à estatal nesse primeiro contrato referente a sondas. Confira aqui mais detalhes deste contrato.

TENHA UM CV ESPECÍFICO PARA O SETOR DE ÓLEO E GÁS

Você gostaria de ter um currículo desenvolvido especialmente para uma vaga no meio marítimo, em plataforma, offshore ou cabotagem? Adquira seu currículo offshore formatado e específico aqui📄

Paulo Nogueira

Sobre Paulo Nogueira

Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.