Transocean acumula US$ 158 milhões em contratos para 2 semi-submersíveis e 3 navios sondas

Transocean sonda contrato 5 sondas de perfuração plataforma

A empresa de perfuração offshore Transocean adicionou cinco contratos de sonda de perfuração desde o relatório anterior de status da frota de sonda, em abril.

De acordo com o último relatório de status da frota, a Transocean conseguiu assegurar contrato para duas plataformas de perfuração semi-submersíveis e três navios perfuradores. Os contratos adicionaram cerca de US $ 158 milhões ao backlog da empresa, totalizando US $ 11,4 bilhões. Vale lembrar que ela está ainda com 2 vagas para área de Subsea em Macaé, saibam mais aqui.

No Canadá, a Transocean garantiu um contrato de três poços para a plataforma de perfuração Transocean Barents. A unidade de perfuração semi-submersível construída em 2009 permanecerá com a Suncor até outubro de 2019.

A empresa de petróleo canadense terá opções para se estender por mais três poços. A sonda está operando a uma taxa diária de US $ 285.000.

No Egito, a Burullus fretou o navio perfurador Discoverer na Índia em um contrato de três meses, além de seis opções de poço. A taxa diária é de US $ 135.000 com o contrato começando em setembro e terminando em dezembro de 2019.

Além disso, a empresa de perfuração conseguiu manter seu semi-submarino Leiv Eiriksson construído em 2001 na Noruega, com um cliente exercendo duas opções de um poço. A sonda está operando no setor norueguês do Mar do Norte, onde ficará com a Lundin Petroleum até agosto. Ele será então adquirido pela ConocoPhillips, que manterá a plataforma de perfuração ocupada até março de 2020. O dia não foi divulgado.

O quarto novo contrato compartilhado na atualização da Transocean na quinta-feira é para o navio-sonda Dhirubhai Deepwater KG1. O navio de perfuração está operando na Índia para a Reliance. A empresa petrolífera indiana decidiu agora prolongar o contrato por mais um ano.

A extensão de um ano começa em novembro. Além disso, a extensão vem com uma taxa diária aumentada para o Dhirubhai Deepwater KG1.

Com a Petrobras, a sonda de perfuração Ocean Rig Mykonos foi premiada com um contrato de 550 dias mais um período de opção de 815 dias no Brasil. O contrato será executado de novembro de 2019 até maio de 2021 com uma taxa de dia de US $ 215.000.

O contrato atual com a Reliance para a Dhirubhai Deepwater KG1 está em um dia de US $ 124.000. O dia agora aumentará para US $ 127.000 para o navio-sonda de águas ultraprofundas construído em 2009.

O quinto contrato é para o navio-sonda Deepwater Asgard no Golfo do México, onde a Murphy Oil adjudicou um contrato de dois poços à sonda em águas ultraprofundas.

O contrato começa em agosto e vai até outubro de 2019 com uma taxa de US $ 185.000.

Paulo Nogueira

About Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, com experiência no setor O&G em empresas nacionais e internacionais.