Início Por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Governo Federal lança chamada pública para investimento de R$ 50 milhões em projetos voltados para os combustíveis sustentáveis

Por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Governo Federal lança chamada pública para investimento de R$ 50 milhões em projetos voltados para os combustíveis sustentáveis

17 de junho de 2022 às 22:44
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O Governo Federal agora procura voltar os olhares para a transição energética e, por meio do MCTI, lançou uma chamada pública para projetos de combustíveis sustentáveis, com um investimento total de R$ 50 milhões para o financiamento das iniciativas.
Foto: Robert Wesley — ASCOM/MCTI

O Governo Federal agora procura voltar os olhares para a transição energética e, por meio do MCTI, lançou uma chamada pública para projetos de combustíveis sustentáveis, com um investimento total de R$ 50 milhões para o financiamento das iniciativas.

Durante a última quarta-feira, (15/06), o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), por meio da companhia FINEP, lançou uma chamada pública para o financiamento de projetos voltados para os combustíveis sustentáveis. Dessa forma, o Governo Federal pretende utilizar um investimento total de R$ 50 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) para financiar as iniciativas que possam contribuir para o futuro do segmento no mercado brasileiro. 

Projetos voltados para soluções e inovação no ramo dos combustíveis sustentáveis serão financiados pelo MCTI por meio do investimento de R$ 50 milhões anunciados.

A transição energética continua sendo o grande foco do mercado brasileiro atualmente, uma vez que a agenda ambiental global requer cada vez mais um foco na sustentabilidade e compromisso com o meio ambiente.

Artigos recomendados

Assim, o Governo Federal, por meio do MCTI, anunciou a sua nova iniciativa para o segmento e lançou uma chamada pública para buscar projetos voltados para soluções no ramo dos combustíveis sustentáveis, que serão financiados com os recursos do FNDCT. 

O investimento total anunciado pelo MCTI durante o lançamento da chamada pública foi de R$ 50 milhões, que será aplicado em diversos projetos voltados principalmente para soluções de combustíveis sustentáveis no ramo do transporte intermodal.

Dessa forma, após a análise do MCT e da companhia FINEP em relação à contribuição pública que será conseguida com o financiamento dos projetos, cada iniciativa poderá receber um investimento que ficará entre R$ 1 milhão a R$ 7,5 milhões para o desenvolvimento do projeto. Essa é a mais nova estratégia do governo nacional para tornar a cadeia de produção dos combustíveis sustentáveis ainda mais eficiente e atrativa. 

Assim, o ministro do MCTI, Paulo Alvim, durante o lançamento da chamada, comentou sobre a importância do investimento milionário nos projetos de combustíveis sustentáveis para o mercado nacional: “Estamos fazendo mais uma entrega por encomenda do presidente Jair Bolsonaro. Estamos aqui numa aliança no governo entre o MCTI, o Ministério do Meio Ambiente e o Ministério de Minas e Energia. Ações como esta contribuem para termos um país cada vez mais sustentável, inclusivo e com soluções nacionais”.

Edital da chamada pública estará aberto para empresas de todos os portes receberem o investimento previsto para os projetos.

A chamada pública lançada pelo MCTI para o desenvolvimento dos projetos de combustíveis sustentáveis no Brasil busca garantir mais acessibilidade a qualquer companhia que possa contribuir com o cenário atual.

Dessa forma, serão analisadas as iniciativas de empresas brasileiras de qualquer porte, individualmente ou em parceria com outras companhias nacionais, bem como Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs), que somente poderão participar como prestadoras de serviços para as empresas proponentes e coexecutoras.

Além disso, o MCTI anunciou que a chamada pública focará em três linhas distintas para os projetos de combustíveis sustentáveis, sendo elas: a produção de combustíveis sustentáveis para motores de ignição por compressão, que contará com um investimento de R$ 15 milhões, o desenvolvimento de tecnologias com foco na produção de combustíveis para aviação (SAF) de aplicação imediata, que terá um investimento de R$ 20 milhões, e tecnologias nacionais de produção, armazenamento e uso de hidrogênio sustentável no setor de transportes, que terá os R$ 15 milhões restantes em investimentos. 

Dessa forma, o Governo Federal avança na busca pela inovação tecnológica no mercado nacional, visando dar o destaque merecido às empresas que possam contribuir para tornar ainda mais eficiente o mercado de combustíveis sustentáveis no Brasil.

Relacionados
Mais recentes