Home > Sem categoria

Petrobras enfrentará parada de produção em todas as áreas, garante a FUP

Renato Oliveira
por
-
25-10-2019 09:55:46
em Sem categoria
Petrobras Petrobras e FUP não chegam a acordo




A partir de 0 hora do dia 26/10 os funcionários da Petrobras paralisaram todas as áreas da empresa, é o que garante a FUP, organizadora da greve.

Na última quarta-feira (23/10), o Click Petróleo e gás informou que a FUP avisou a Petrobras, suas subsidiárias e a Araucária Nitrogenados (ANSA) que vai entrar em greve a partir do próximo sábado.
Aprovada em assembléia por mais de 70% dos petroleiros, o movimento terá a adesão da maior parte dos trabalhadores e vai afetar todas as áreas da Petrobrás.

A afirmativa é do coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel, segundo ele a greve dos funcionários da Petrobras será bem relevante, mas os efeitos só serão sentidos entre 24 e 36 horas após ter sido iniciada.

Os motivos, segundo explica o sindicalista são os estoques de combustíveis que as refinarias possuem. Já na produção offshore demora um certo tempo até que a parada dos trabalhos seja sentida em terra.

O sindicalista explicou ainda que a intenção é paralisar todas as áreas da companhia, ou seja as áreas de refino, produção, transporte e termelétrica, sentirão o efeito da greve.

Falta de acordo

A FUP entrou com o processo de mediação no TST devido a falta de acordo com a Petrobras, o que não acontecia há anos, com a empresa se recusando até de participar dos encontros de mediações.

Os pontos para os quais Petrobras e FUP não entraram em acordo foram principalmente: a validade do acordo coletivo, o pagamento de hora extra, o custeio do plano de saúde, a retenção das mensalidades sindicais e promoção de faixas salariais.
A FUP solicitou a mediação do TST para os pontos acima, mas não obteve retorno do Tribunal. Somente esta resposta poderia fazer os trabalhadores recuarem e desistirem da greve.

Caso não haja novidades no processo a Petrobras vai enfrentar paralisação de suas atividades a partir 0h do dia 26, garantiu o sindicalista.

Leia também aqui no seu portal CPG ! Acabaram de sair 160 vagas offshore e marítimas no eixo Rio x Espírito Santo !

Tags:
Renato Oliveira
Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships.