Forte explosão em refinaria da Petrobras causa tumulto e interrupção da produção

Explosão RLAM PETROBRAS
 

Ninguém ficou ferido no acidente e a Petrobras teve que interromper a produção da RLAM preventivamente

Uma forte explosão sacudiu a maior refinaria do Brasil, na cidade de Paulínia, interior de São Paulo. O incêndio na refinaria começou após a explosão de uma grande caldeira de craqueamento que atingiu outras menores de destilação. Por segurança, a refinaria fez a eliminação do excesso de combustível. As explosões assustaram os funcionários da Petrobrás que trabalhavam no momento, por volta da uma hora da manhã. O grupo de combate a incêndio da própria Petrobrás entrou em ação imediatamente.

O Corpo de Bombeiros da cidade também foi acionado para ajudar no combate ao fogo. Equipes das brigadas de incêndio de outras sete indústrias da região, que fazem parte de um grupo de auxílio mútuo em casos de emergência, também atuaram no combate às chamas.

O fogo foi controlado às 4h20, mas as brigadas de incêndio das empresas e os bombeiros continuavam no local fazendo o rescaldo para evitar o surgimento de novos focos de fogo. Policiais militares, guardas municipais e uma equipe da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) também estão no complexo industrial.

Moradores da região postaram mensagens nas redes sociais, afirmando que um tremor foi sentido em toda a cidade após a explosão e que viram um clarão de fogo no céu. A Defesa Civil informou que os moradores não precisaram deixar suas casas. Uma vistoria será realizada nos imóveis na manhã desta segunda-feira (21).

A Petrobrás informou, por meio de nota, que apesar da explosão, não houve feridos e o incêndio já foi debelado. A empresa também disse que paralisou a produção da refinaria de forma preventiva e vai criar uma comissão para avaliar as causas do incêndio. Fonte Petro Notícias

Explosão em super-petroleiro deixam feridos e 3 desaparecidos

The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior