Flotel OOS Tiradentes volta ao trabalho para a Petrobras na Bacia de Campos neste mês de agosto para campanha offshore da plataforma P-40

Kelly
por
-
04-08-2020 14:41:08
em Petróleo, Óleo e Gás
plataforma OSS Tiradentes da petrobras na bacia de campos Flotel OOS Tiradentes que opera para a Petrobras na Bacia de Campos/ Imagem: Divulgação

Petrobras deve retomar operações do flotel OOS Tiradentes na Bacia de Campos, após suspensão de atividades devido à pandemia do coronavírus

A sonda OOS Tiradentes retornará à Bacia de Campos neste mês de agosto para seu teste anual de DP e fornecerá serviços de acomodação offshore para a campanha da Petrobras na plataforma P-40, que deve ocorrer no início de setembro de 2020. Este é o primeiro navio de acomodação na região a retomar a operação, após período de hibernação em virtude da crise do coronavírus.

Leia também

O centro de gerenciamento de operações de ativos da CIMC Raffles, que gerencia a plataforma semi-submersível OOS Tiradentes, recebeu o aviso da Petrobras para retomar a operação.

A Petrobras decidiu suspender a operação de [algumas] embarcações flutuantes de armazenamento e descarga de produção e suas unidades de alojamento de apoio, incluindo o flotel OOS Tiradentes em águas da Bacia de Campos devido à pandemia da COVID-19, de acordo com a CIMC.

“Para garantir a satisfação contínua da Petrobras, o CIMC Raffles Asset Operation Management Center fez pleno uso desse período e trabalhou ativamente com seus gerentes de navios, equipe da OOS International e contratados para revisar dois dos propulsores do OOS Tiradentes para garantir eficiência sua próxima operação”, disse a CIMC nesta terça-feira (04).

A plataforma OOS Tiradentes opera no Brasil pela Petrobras nos últimos dois anos, desde sua pesquisa inicial de aprovação, e pode acomodar 600 pessoas a bordo.

OOS Tiradentes não é foi a única plataforma que havia tido operações suspensas pela Petrobras

As embarcações Safe Notos e Safe Eurus da Prosafe também tiveram atividades suspensas. Em março, a Petrobras desmobilizou a equipe das duas unidades e as plataformas foram movidas para mais perto da costa.

No início de abril deste ano, a Petrobras solicitou à Prosafe que concordasse com a suspensão dos contratos por um período de até 120 dias, período em que nenhuma receita foi reconhecida, mas todos os serviços logísticos, combustível e suporte de catering continuarão sendo fornecidos pela Petrobras, e quaisquer dias de suspensão serão adicionados ao período firme do contrato.

Sobre a OOS Internacional

A OOS International é um grupo de serviços offshore para gerenciamento de navios, acomodações, desativação e elevação de cargas pesadas. A OOS International oferece ativos exclusivos que vão além das expectativas dos clientes. Totalmente certificado para garantir operações seguras, de alta qualidade e ecológicas.

*Fonte: Offshore Engineer

Tags:
Kelly
Engenheira de Petróleo especialista em Eficiência Energética e pós-graduada em Engenharia Civil; Possui experiência em atividades na indústria petrolífera onshore. Entre em contato para sugestões de pauta, postar vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.