Engie oferece US $ 8,6 bilhões e fatura a unidade de oleodutos da Petrobras

Petrobras Engie TAG venda
 

Superando todas as ofertas de suas concorrentes, a Engie SA fatura a TAG da Petrobras. O próximo passo será a venda de algumas refinarias no Brasil

O consórcio liderado pela francesa Engie SA apresentou a maior oferta para uma importante unidade de gasodutos da Petrobras, informou a estatal de petróleo nesta sexta-feira, como a maior empresa de todos os tempos o desinvestimento chega ao fim.

Em um comunicado, a Petrobras, como a empresa é conhecida, disse que o consórcio Engie, que inclui a Caisse de Dépôt e Placement du Québec do Canadá, apresentou uma oferta de US $ 8,6 bilhões por 90% da unidade de gasodutos TAG no norte e nordeste do Brasil.

Isso superou as ofertas de dois consórcios concorrentes, liderados pela Itaúsa Investimentos Itaú SA e pela EIG Global Energy Partners com a Mubadala Investment Co, respectivamente.

A venda ainda está sujeita à aprovação dos órgãos reguladores e das autoridades relevantes da companhia, disse a empresa no documento. O preço inclui o pagamento pelo grupo Engie de US $ 800 milhões em dívidas ao BNDES. A uma taxa de câmbio de 3,85 reais para US $ 1, segundo a Petrobras, o acordo avalia todos os TAG em 35,1 bilhões de reais.

O desinvestimento representa uma vitória para a atual liderança da Petrobras e para o presidente-executivo, Roberto Castello Branco, que está pressionando para descarregar agressivamente os ativos em uma tentativa de cortar dívidas e reorientar-se na exploração e produção.

A Castello Branco, em março, previu US $ 10 bilhões em vendas de ativos nos primeiros quatro meses de 2019, sendo a venda de dutos da TAG o principal desinvestimento.

O processo de venda começou em outubro de 2017, mas foi interrompido no ano passado por uma liminar do Supremo Tribunal e por uma revisão das regras de venda pelo tribunal de auditoria do Brasil.

Em setembro de 2016, a Petrobras vendeu um novo gasoduto de rede de gás, a Nova Transportadora do Sudeste, com 2.510 km de oleodutos, por US $ 5,2 bilhões para a Brookfield Infrastructure Partners LP, que bateu uma oferta da Engie.

A empresa está atualmente preparando os termos para a venda de dois grupos de refinarias que deverão render vários bilhões de dólares. Espera-se que alguns campos de petróleo maduros e a unidade de distribuição de gás liquefeito de petróleo da empresa no bloco cheguem a várias centenas de milhões de dólares.

A Petrobras continuará a distribuição de gás natural através do sistema TAG sob os termos de contratos de longo prazo, informou a empresa em comunicado.


Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás em operações de completação, perfuração e produção em empresas em parceria com grandes empresas multinacionais do setor.