Empregos na Construção Civil – Caged registra 9 meses de contratações, com mais de 280 mil vagas em 2021

construção civil - São Paulo Foto: Reprodução Google

Ministério do Trabalho e Emprego revelou que, só no mês de setembro, cerca de 24 mil funcionários foram contratados para vagas na construção civil

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) destaca saldo de 285,5 mil novos empregos na construção civil, em 2021. As vagas de empregos das construtoras no país contrataram 24 mil funcionários, apenas em setembro. Atualmente, a construção civil emprega 2,5 milhões de brasileiros.

Veja ainda outras notícias:

Este ano, um profissional da área conseguiu uma vaga de emprego no setor da construção civil e em 2 meses recebeu uma promoção. Segundo o engenheiro Ruan Sampaio Rodrigues, “Eu tava procurando mas não tinha encontrado ainda, e aí eu queria algo que me desafiasse dentro da produção, um empreendimento como esse aqui, ele te desafia profissionalmente – e aí quando eu tive a oportunidade eu topei embarcar nessa missão”.

O empreendimento trata-se de um novo shopping, em Jacarepaguá, zona Oeste do Rio de Janeiro. Com inauguração prevista para a próxima semana, a construção teve início em 2018, com períodos de oscilação em meio à pandemia.

Mil vagas de empregos diretos estão associados ao fim das obras e a expectativa, quando as portas se abrirem para os consumidores, é que de oito mil trabalhadores direta ou indiretamente ligados ao shopping.

Maiores rendimentos e empregos em 2021

Presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, José Carlos Martins afirma que os rendimentos podem ser ainda melhores neste ano e promete gerar vagas de empregos na construção civil.

Segundo presidente, “Deveremos contratar em torno de 350 a 400 mil novos trabalhadores com carteira assinada. Esse é um excelente ano sem dúvida nenhuma, mas para vocês terem uma ideia, nós precisaríamos oito anos nesse ritmo de crescimento para chegarmos ao ponto que a gente já foi, há um tempo atrás. Mas para que isso aconteça, precisa de uma série de fatores. E hoje nos preocupa muito o acréscimo de custo dos materiais e também a taxa de juros”.

Impactos da construção civil expandem e se espalham pelo setor. Em 2021, a comercialização de cimento cresceu 9,7%, com mais de 49,2 milhões de toneladas vendidas, segundo a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP). A comercialização de tijolos no mercado da construção civil disparou 30% e a de aço bruto subiu 20%, batendo 27 milhões de toneladas.

Aluguel de máquinas e equipamento no setor também se beneficiam

As pessoas que alugam máquinas e equipamentos para o setor da construção civil também ficam satisfeitas. Gerente geral de uma locadora de empilhadeiras e outros equipamentos para obras, Maurício Amaral, da Trimark, afirma que a ocupação está chegando perto de 70%, das 2 mil unidades da empresa.

Em entrevista à CNN, Maurício informou: “A gente trabalha com uma frota muito diversificada de equipamentos, plataformas aéreas, manipuladores, linha amarela para construção civil como retroescavadeiras, rolos compactadores, escavadeiras hidráulicas, e é justamente esse mercado que mais está sentindo esse ‘boom’ atual. Está tendo uma guinada na locação dessas máquinas”.

Publicidade




Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos