Início Bahiagás recebe três ofertas de fornecedores de biometano em sua chamada pública para contratação do gás renovável

Bahiagás recebe três ofertas de fornecedores de biometano em sua chamada pública para contratação do gás renovável

29 de julho de 2022 às 11:13
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O estado da Bahia passará a receber gás natural da TAG por meio dos serviços de transporte que serão oferecidos pela empresa à Bahiagás após a assinatura dos primeiros contratos privados para negócios entre transportadora e distribuidora
Foto: Roberto Viana/Agecom

Visando dinamizar a entrada de combustíveis renováveis em seu estado, a distribuidora Bahiagás abriu uma chamada pública para a compra de biometano e recebeu três ofertas de fornecedores para o abastecimento do gás renovável na região.

Após o fechamento da sua chamada pública para a compra de biometano, a distribuidora de gás renovável do estado da Bahia, a Bahiagás, está com três fornecedores interessados em firmar contratos para o abastecimento interno da região. Dessa forma, a companhia poderá investir na diversificação da entrada de combustíveis renováveis na região baiana e pretende analisar todas as propostas para chegar à decisão mais favorável ao desenvolvimento interno do estado.

Chamada pública para compra de biometano da Bahiagás consegue atrair três propostas de fornecedores do gás renovável para o abastecimento interno do estado da Bahia 

A Bahiagás busca agora diversificar a entrada de combustíveis renováveis no estado da Bahia e está com três propostas de fornecedores de biometano para serem analisadas, após a finalização da chamada pública para a compra do gás natural.

Artigos recomendados

A fase de recebimento de propostas foi encerrada há duas semanas, no dia 12 de julho e agora a companhia passará para o momento de análise das propostas para encontrar a mais favorável ao mercado de combustíveis da Bahia. 

A distribuidora de gás natural baiana pretende comprar, no mínimo, 2 mil metros m³/dia de biometano em bases firmes, com início de fornecimento até janeiro de 2025, e tem previsão de finalizar a chamada pública com a assinatura do contrato com um dos fornecedores já durante o mês de outubro deste ano.

Além disso, a empresa espera que a usina de biometano que será instalada no estado esteja localizada próxima às cidades que recebem o produto da distribuidora, para facilitar o transporte do combustível. Caso isso não aconteça, a empresa determinou que será responsabilidade do vencedor entre os três fornecedores, garantir a infraestrutura necessária para o transporte do biometano até as regiões.

“Concluímos uma fase importante do processo e estamos com boas perspectivas para avançar nas tratativas sobre o suprimento de biometano”, destacou o gerente de suprimento de gás e mercado da Bahiagás, Makyo Félix. Agora, o processo de finalização da chamada pública poderá ser acelerado e a empresa dá continuidade às análises das propostas realizadas por cada um dos fornecedores. 

A companhia é líder nacional no número de fornecedores e pretende expandir negócios com chamada pública para fornecimento do gás natural biometano nos próximos anos

A distribuidora de gás renovável Bahiagás já é atualmente a maior empresa no território nacional quanto ao número de fornecedores e possui dez parcerias para o abastecimento interno de gás natural. Dentre elas, a maior fornecedora é a Galp, responsável por 24% do volume contratado, seguida pela Shell (20%) e Petrobras (15%). A Bahiagás compra 3,6 milhões de m³/dia de gás atualmente e agora busca expandir ainda mais esses números com os novos fornecedores de biometano. 

Além disso, no fim do mês de junho deste ano, o governo do estado da Bahia finalizou a aquisição da parte da Gaspetro na Bahiagás por um total de R$ 540 milhões, visando garantir mais participação na distribuidora de gás renovável. Assim, a administração estadual, que tinha 51% das ações com direito a voto, teve 75% e, em relação ao capital total, a participação passou de 17% para 57%.

O secretário de Infraestrutura da Bahia, Marcus Cavalcanti, afirmou que o governo do estado decidirá se vai vender as ações da companhia no ano de 2023, mas a meta agora é de garantir novos fornecedores de biometano para expandir o mercado de combustíveis na região baiana.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes