Reativação de usina termelétrica no MS vai converter gás natural em energia e contribuir com o setor elétrico, geração de empregos e renda para o estado

Valdemar Medeiros
por
-
30-07-2021 11:44:04
em Refinaria e Termoelétrica
usia termelétrica -MS - empregos - gás natural - energia Empresa oficializou reativação da usina que vai incrementar setor energético local (Foto: Arquivo/Delta Energia)

Para enfrentar a crise hídrica, o governo do MS reativará a usina termelétrica William Arjona, a primeira a usar gás natural no Brasil. A unidade criará diversos empregos e renda para o estado

Nesta quarta-feira (28), o ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque esteve presente ao lado do governador Reinaldo Azambuja na cerimônia de reativação da usina termelétrica William Arjona, em Campo Grande (MS). A unidade utilizará gás natural para a geração energia, contribuindo com o setor de energia do Mato Grosso do Sul, além da geração de empregos e renda à população mato-grossense.

Leia também

Autoridades se pronunciam sobre a reativação da usina termelétrica

De acordo com Azambuja, é importante a retomada de investimentos como a reativação da usina termelétrica que estava paralisada há quatro anos. Segundo ele, foram realizadas novas parcerias através de incentivos fiscais e participação da MSGás e Energisa. Além de energia, a usina termelétrica trará ao estado ICMS, empregos e novas oportunidades.

O ministro Bento Albuquerque ressaltou que a reativação da usina termelétrica mostra que, embora estejamos passando por uma crise hídrica, o Brasil e Mato Grosso do Sul possuem outras possibilidades de energia que estão sendo instaladas, o que é de grande ajuda em um momento como esse.

Segundo o ministro, a usina em MS é mais um exemplo para superar a crise. A unidade de gás natural estava sem atividades e agora exercerá um papel essencial nesta luta.

Usina termelétrica estará em total funcionamento na próxima semana

Ministro de Minas e Energia vem a MS para reativar a termelétrica William Arjona

Liderando a unidade de gás natural está a empresa Delta Geração, que entrou no setor após o novo marco regulatório, em abril. A unidade voltou a operar em 10 de julho e estará em total funcionamento até a próxima semana. O presidente da Delta Geração, Luiz Fernando Vianna, afirmou que a energia produzida na usina é o equivalente a 50% do consumo de energia da cidade.

Segundo o executivo, desde quando entrou em operação, no dia 10, já conta com três máquinas que tem capacidade de produzir 120 MW, na próxima semana, entrarão em operação as cinco máquinas, podendo chegar a uma capacidade de 190 MW. Já para o presidente da MSGás, Rui Pires, a reativação da usina termelétrica contribuirá com a economia estadual, gerando empregos e renda.

De acordo com o executivo, o estado ganha bastante. Toda vez que entra o gás no país, gera ICMS ao Estado. Pires explica ainda que a energia gerada na unidade de gás natural segue para o sistema nacional, mas que dá segurança energética ao estado. Sendo assim, é uma parceria que traz benefícios a todos.

Saiba mais sobre a usina termelétrica em MS

A usina William Arjona foi a primeira do Brasil a utilizar gás natural, através do gasoduto Brasil-Bolívia. Foi inaugurada em 1999 em Campo Grande, porém não operava desde 2017.

A unidade possui uma capacidade máxima para consumir 1,3 milhão de metros cúbicos de gás natural por dia. Para que fosse possível o retorno das operações, o grupo empresarial fez as devidas tratativas com a Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos), Energisa, Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), MSGás e o Ministério de Minas e Energia, além de outros órgãos representativos do setor.

Participaram da cerimônia a senadora Soraya Thronicke, o deputado federal Luíz Ovando, os secretários Jaime Verruck, Eduardo Riedel, Geraldo Resende, entre outras autoridades.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe