Início Prefeitura de Caeté (MG) projeta R$ 8 milhões em Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM) e grandes oportunidades de emprego com empreendimento de minério de ferro da Vale, o Projeto Apolo

Prefeitura de Caeté (MG) projeta R$ 8 milhões em Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM) e grandes oportunidades de emprego com empreendimento de minério de ferro da Vale, o Projeto Apolo

8 de julho de 2022 às 00:49
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A cidade de Caeté, em Minas Gerais, pretende aproveitar de forma significativa os benefícios socioeconômicos do Projeto Apolo, empreendimento da Vale focado em minério de ferro, e espera alta taxa de empregos e de arrecadação de CFEM nos próximos anos.
Foto: DIVULGAÇÃO/VALE

A cidade de Caeté, em Minas Gerais, pretende aproveitar de forma significativa os benefícios socioeconômicos do Projeto Apolo, empreendimento da Vale focado em minério de ferro, e espera alta taxa de empregos e de arrecadação de CFEM nos próximos anos.

O cenário da mineração em Caeté, município de Minas Gerais, está com projeções futuras cada vez mais otimistas nessa sexta-feira, (08/07). Isso, pois a prefeitura espera que, com a instalação do Projeto Apolo, da Vale, a planta de mineração de minério de ferro possa contribuir para a arrecadação do imposto de Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM) e garantir grandes oportunidades de empregos para os moradores da região.

Projeto Apolo será essencial para desenvolvimento socioeconômico da cidade de Caeté ao passo onde a Vale aproveitará os lucros do minério de ferro na região 

A nova aposta da mineradora Vale para o estado de Minas Gerais, o Projeto Apolo, é também o futuro da mineração na cidade de Caeté e trará grandes benefícios para a região. O empreendimento será instalado em uma área de 1.368 hectares e contará com uma mina e usina que serão responsáveis pela produção de cerca de 14 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, um marco novo para a região de Caeté. 

Artigos recomendados

O Projeto Apolo foi apresentado pela primeira vez durante o ano de 2009 e, desde então, sofreu uma série de adequações até chegar ao empreendimento atual. E a principal mudança adotada pela Vale no empreendimento de produção de minério de ferro é que não haja a utilização de água no beneficiamento do minério, evitando assim a necessidade de barragens, como aquelas responsáveis pelas tragédias em Mariana e Brumadinho, para garantir mais segurança em toda a cadeia produtiva. 

Além disso, a Vale vem contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico da região de Caeté com o Projeto Apolo, uma vez que investiu um total de R$ 5 milhões nos Fundos do Idoso (FI) e da Infância e Adolescência (FIA) do município para a construção física de uma unidade de atendimento ao público-alvo.

Ademais, a empresa pretende continuar com os investimentos para melhorias na região e todos os aportes passam pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) antes de serem aplicados nas obras. 

Empreendimento de minério de ferro será essencial para a arrecadação de CFEM e geração de empregos na região de Caeté 

Além dos investimentos que a Vale vem fazendo na própria infraestrutura da região de Caeté, o Projeto Apolo também contribuirá fortemente para a arrecadação de CFEM pela prefeitura da cidade. Isso, pois, atualmente, o município recebe R$ 50 mil oriundos da atividade minerária na arrecadação do imposto, mas as previsões da Vale e a prefeitura da cidade projetam que esse número chegue a um total de R$ 8 milhões com o empreendimento. 

Além disso, o número de empregos gerados também sera essencial para a região, uma vez que Caeté sofre com baixa empregabilidade atualmente. Assim, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Caeté (CDL Caeté), Elloy Monteiro, destacou: “É uma esperança muito grande que o caeteense deposita nesse projeto para conseguir fazer com que o comércio e a indústria gire com a criação de vagas, e que o caeteense consiga ficar aqui”, ressaltando a relevância do projeto de minério de ferro para os empregos na região. 

Dessa forma, tanto a arrecadação do CFEM quanto as oportunidades de empregos que serão gerados contribuirão para uma circulação monetária maior na região, impulsionando o crescimento econômico e contribuindo para que a atividade mineradora em Caeté se torne um dos principais focos das empresas no estado.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes