Novos donos da TAG vão investir 1 bilhão de reais na malha de gasodutos

Gasodutos da ex-TAG

Engie e o fundo canadense CDPQ, empresas que compraram a TAG da Petrobras, investirão na malha de gasodutos nos próximos cinco anos

Depois de terem comprado a Transportadora Associada de Gás (TAG) da Petrobras, a Engie e o fundo canadense CDPQ, anunciaram que darão investimentos da ordem de R$ 1 bilhão em cinco anos na sua malha de gasodutos.
O diretor-presidente da TAG, Gustavo Labanca, declarou que: “Como a empresa ficou praticamente dois anos em processo de venda, tem uma série de investimentos que são necessários para garantir a segurança da malha, a integridade… Identificamos, durante o processo de due diligence (da aquisição da TAG) alguns investimentos necessários. Já estamos nos preparando para fazer. E também estamos fazendo uma análise mais minuciosa da malha para ver onde temos que priorizar”.

Plano de Investimentos

O plano de investimentos terá que ser apresentado a ANP depois de elaborado e o  diretor de operações da TAG, Emmanuel Delfosse, disse que: “Temos todo um rito regulatório com a ANP a ser aprovado. Nosso negócio é uma tarifa regulada. Todo esse investimento vai compor a tarifa e o regulador tem que ser ouvido”.

O diretor da TAG complementou ainda que os investimentos de expansão na malha de gasodutos dependem da demanda do mercado, mas serão feitos com todo o prazer pela companhia.

A respeito do compromisso da Petrobras, assumido com o CADE de sair do mercado de transporte e distribuição de gás,  o diretor presidente da TAG afirmou que os novos acionistas tem sim interesse em adquirir os 10% que ficaram de posse da Petrobras.

A Petrobras ainda não se manifestou oficialmente sobre a venda dos 10% da TAG.

“Obviamente, quem tem 90% de participação tem interesse na compra dos 10% remanescentes. Vamos olhar com todo o cuidado. É decisão dos acionistas”, disse Labanca.

Leia também ! Golar Power quer construir navios para transportar seu gás natural liquefeito (GNL) !

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Renato Oliveira

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)