Investimentos de R$ 13 milhões serão aplicados na construção de novo gasoduto no Mato Grosso

Roberta Souza
por
-
05-03-2021 16:37:52
em Economia, Negócios e Política
Investimentos, gasoduto, Mato Grosso Gasoduto

Os investimentos neste projeto deve estar concluído em três meses e gasoduto na área industrial de Cuiabá até final de 2022

O Governo do Estado de Mato Grosso concedeu a Lima Torres Engenharia a responsabilidade da implantação de uma projeto que demandará investimentos no gasoduto de gás natural na Zona Industrial de Cuiabá. O projeto deve ser concluído em três meses e após isso haverá a licitação da obra do gasoduto, que deve ser concluída até o final do ano que vem. 13 milhões de reais serão investidos nas obras.

De acordo com o governo de Mato Grosso:

César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico do estado, disse que “Essa matriz energética vai possibilitar uma grande economia e, consequentemente, muitas atividades econômicas poderão ser melhoradas e impulsionadas. Pela primeira vez, Mato Grosso tem um contrato firme de gás com a Bolívia e, desta forma, conseguimos dar segurança de fornecimento aos empresários e atraímos mais investidores”.

Segundo Margareth Buzetti, presidente da Associação dos Empresários do Distrito Industrial de Cuiabá (Aedic), “É uma fonte de energia mais barata e dá opção para as empresas do Distrito. Hoje, a redução de custos é vital para as indústrias e, tendo alternativa, consegue também atrair mais empresas, o que é importante para a região”, ao comentar que o novo gasoduto chegará ao distrito em um ótimo momento através destes investimentos.

Sobre os Investimentos no projeto

De acordo com informações da Companhia Mato-grossense de Gás (MT Gás), a empresa vencedora deverá entregar o projeto básico em até 45 dias como termos de referência para o início da licitação, que inclui análise de solo, traçado de tubulação, pressão e complicações.

“A partir daí, vem o projeto executivo e, posteriormente, a obra propriamente dita. O gasoduto tem um ramal inicial de 27,5 quilômetros para atender a demanda de 3 milhões de metros cúbicos ao mês em três a cinco anos, podendo chegar a 6 milhões de metros cúbicos mensais de consumo mensal”, diz presidente da MT Gás, Rafael Reis.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos