Governo do RN assina acordo com a Enterprize Energy para produção de energia eólica offshore, amônia verde e hidrogênio

Valdemar Medeiros
por
-
11-08-2021 11:58:18
em Energia Renovável
Governo -RN - energia eólica offshore - amônia verde - hidrogênio Aerogeradores de energia eólica em São Miguel do Gostoso (RN). — Foto: Felipe Gibson/G1

Nesta terça (10), o governo do RN assinou um acordo com a Enterprize Energy para a instalação de parques de energia eólica offshore, hidrogênio e amônia verde, utilizando a vantagem do estado de estar em uma ótima localização geográfica

O Governo do RN assinou nesta terça-feira (10), de forma virtual e presencial na sede da governadoria, um Memorando de Entendimento com a Empresa Enterprize Energy PTE LTD para ações de intercâmbio técnico, ambiental e econômico para a instalação de parques de energia eólica offshore e também para usinas de hidrogênio e amônia verde.

Leia também

Autoridades do Governo do RN se pronunciam

De acordo com Fátima Bezerra, governadora e professora, foi assinado o termo de compromisso pois a qualificação e compromisso da empresa é bastante conhecida por todos.

O acordo demonstra também o compromisso do governo com o desenvolvimento social e econômico sustentável. Vale ressaltar que o RN possui as melhores condições no país para a produção de energia eólica offshore, assim como para a produção de hidrogênio e amônia verde.

Fátima afirma que a produção de energia renovável do RN possui um enorme potencial e não é à toa que o estado leva o título de maior produtor eólico do Brasil, seja em energia eólica offshore ou onshore, e ainda está otimista com os avanços em hidrogênio e amônia verde. No último leilão para novas usinas, o RN conquistou o primeiro lugar e aprovou quase três vezes mais que São Paulo.

Fundador da Enterpryze Energy comenta sobre acordo com o Governo do RN

De acordo com Lan Hatton, fundador da empresa, o RN é um lugar excelente para projetos de energia eólica offshore, hidrogênio e amônia verde e pode gerar mais de 2 GW nessas fontes.

Além de estar em uma ótima localização, possui uma ótima condição de produção e armazenamento em terra e no mar, podendo vir a se tornar um grande centro de produção de distribuição de hidrogênio e amônia verde.

Hatton afirma que, desde 2016, a empresa desenvolve projetos em Taiwan, e no próximo ano as obras de construção para a produção de 1 GW serão iniciadas. Já no Vietnã, chegará a 5 gigawatts de energia através do hidrogênio verde. Toda a engenharia aplicada nesses países será utilizada no RN, o que diminuirá a demora nos projetos.

Mão de obra capacitada no RN

De acordo com Jaime Calado, secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), o estado possui a mão de obra qualificada nos níveis médio, técnico, superior e pós-graduação por universidades e instituições públicas.

O governo do estado, em parceria com o Instituto Senar de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER) está desenvolvendo o atlas solar e eólico. Segundo Jaime, até abril de 2022 o atlas estará pronto, e valerá por 10 anos. Além disso, o estado possui 14 das maiores empresas de energia eólica offshore do mundo.

Além do apoio da governadora, que fomenta a geração de empregos e rendas com sustentabilidade, Fátima pediu para que as subsidiárias que vierem a atuar através da empresa construam seus escritórios ou sedes administrativos no estado.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe