Forship fatura contrato da Petrobras no Comperj para operar a planta de utilidades da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN)

Flavia Marinho
por
-
06-01-2021 14:01:35
em Petróleo, Óleo e Gás
Comperj - Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) - Forship

Petrobras escolheu a brasileira Forship para operar a planta de utilidades da UPGN do Projeto Integrado Rota 3 no polo GásLub Itaboraí (antigo Comperj)

Forship iniciou 2021 com o pé direito e faturou da petroleira brasileira Petrobras o contrato para operar por três anos a chamada planta de utilidades da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do Projeto Integrado Rota 3, no polo GásLub Itaboraí (antigo Comperj). Procurando emprego? Técnicos, Estagiários, Engenheiros e mais vagas de emprego para trabalhar em obras de construção civil 

Leia também

O contrato faturado da Petrobras poderá se extender por mais dois anos. A Forship será responsável pelos serviços de comissionamento, operação, manutenção e engenharia dessas instalações.

A planta de utilidades abrange as unidades de geração de energia elétrica e vapor (Cafor), a estação de tratamento de água (ETA) e a estação de tratamento de despejos industriais (ETDI) e respectivas subestações elétricas. A Forship fará os

“O escopo dos serviços prestados pela Forship agrega novas responsabilidades e áreas de atuação, pois seremos cobrados pelos indicadores operacionais das unidades CAFOR, ETA, ETDI e respectivas subestações elétrica”, disse o CEO do grupo Forship, Fábio Fares . “Estamos ampliando e consolidando a nossa expertise em operação e manutenção”, acrescentou o executivo, em entrevista ao Petronotícias.

Sobre o Polo Gaslub Itaboraí (antigo Comperj)

Para Marco Antonio Kronemberger, diretor de operações da empresa, obstáculo que a Forship terá no contrato, diz respeito a complexidade de operação dos sistemas elétricos e de geração de vapor, devido às tensões elevadas e ao grande volume de vapor em alta pressão.

“Como estamos responsáveis por acompanhar o comissionamento, e consequentemente, receber os sistemas das montadoras, teremos o desafio extra de acompanhar os testes com uma equipe reduzida, devido às restrições impostas pela COVID-19”,afirmou o executivo.

Está previsto que a Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do Projeto Integrado Rota 3, no polo GásLub Itaboraí (antigo Comperj) devem entrar em operação neste ano de 2021, certificando o crescente volume de gás produzido nos principais ativos da Petrobras no pré-sal.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.