Embrapa lança novas tecnologias para aumentar a produção no campo em regiões com pouca água

Fábio Lucas
por
-
29-04-2021 06:10:00
em Usina e Agronegócio
Embrapa - produção - campo Foto: Embrapa

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária lançou tecnologias nesta semana que visam aumento da produção no campo

Nessa última terça-feira (27), a Embrapa inaugurou uma nova tecnologia sustentável visando o aumento da produtividade no campo. Tratam-se de bactérias encontradas no cacto Mandacaru. O lançamento aconteceu em comemoração aos 48 anos da Embrapa. Além do lançamento da nova tecnologia, foram divulgadas outras soluções para reduzir o impacto ambiental e aumentar os lucros. 

Celso Moretti, presidente da Embrapa, deu mais detalhes sobre o estudo que usa o cacto mandacaru. Segundo ele, as pesquisas demoraram cerca de 10 anos de pesquisa para finalmente possibilitar qas plantas resistam melhor à seca e à baixa quantidade de água. “É o primeiro produto registrado no Brasil para esse fim, é um bioproduto, resultado de mais de uma década de pesquisa”, disse. 

Foto: Embrapa
Foto: Embrapa

Embrapa lança novas tecnologias

Moretti ainda destacou que que a tecnologia será muito bem vinda e usada nas regiões brasileiras com pouca água. “Não tenho dúvida que essa será uma tecnologia que vai ter grande sucesso nas regiões com baixa disponibilidade de água no Brasil. Lembrando que somente o semiárido brasileiro tem 100 milhões de hectares localizados no bioma Caatinga. As plantas ali poderão ser muito beneficiadas por essa tecnologia”. 

A Embrapa também aproveitou para lançar novas ferramentas que visam aumentar a produção no campo. Uma delas é a primeira cultivar brasileira da soja convencional. A tecnologia tem resistência à ferrugem asiática e tolerância a percevejos.  

Acreditamos que essa soja vai atrair o interesse de produtores, principalmente daqueles que trabalham com soja orgânica, porque além de não ser transgênica, esse material, por aliar tolerância à ferrugem e resistência a percevejos, vai facilitar muito o manejo fitossanitário e a redução do impacto ambiental”, disse Moretti. Também foi lançado pela Embrapa um novo cultivo transgênico do algodão. Ela tem mais resistência e produtividade no campo. 

Também foi divulgado que a Embraga teve um lucro social de R$ 61,85 bilhões. Chegou-se a esse valor com base em uma análise das tecnologias da Embrapa e dos seus diversos impactos. A amostra contém 152 tecnologias e 220 cultivares desenvolvidas pela Embrapa.

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.