Início Crise global é desafiadora, mas oferece oportunidades, sinaliza Liga Árabe

Crise global é desafiadora, mas oferece oportunidades, sinaliza Liga Árabe

5 de julho de 2022 às 13:22
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Crise global é desafiadora, mas oferece oportunidades, sinaliza Liga Árabe
Imagem: Via Portal R2S

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria do Bahrein, enfatizou a necessidade de linhas marítimas diretas entre Brasil e mundo árabe para um comércio ainda mais efetivo

São Paulo, 5/7/2022 — A atual crise econômica e sanitária foi destaque na fala das autoridades árabes que participaram do 4º Fórum Brasil-Países Árabes, ontem (4), em São Paulo.

Hossam Zaki, secretário-geral adjunto da Liga Árabe, destacou que o momento pelo qual o mundo ainda passa incrementou o nível de desafios e, ao mesmo tempo, colocou novas oportunidades, como por exemplo a Guerra da Ucrânia. De acordo com ele, o cenário gerou uma lacuna no fornecimento de trigo e assim mais países foram procurados para parcerias.

Artigos recomendados

“Árabes e brasileiros podem e devem se beneficiar do contexto atual e propor oportunidades para ambos expandirem seus negócios. Interessante notar que, mesmo em anos difíceis, a relação árabe-brasileira de intercâmbio comercial chegou a 24 bilhões de dólares, aumento de quase 45% comparando os números de 2019 e 2020”, disse Zaki.

De fato, as exportações para países árabes superaram os U$14 bilhões e as importações, a quase atingiram U$10 bilhões. “Esses números provam a força das relações econômicas entre Brasil e os países árabes, ora com produtos e serviços que fornecemos ou que nos fornecem, como as commodities, proteínas halal, indústria têxtil, insumos como fertilizantes e tantos outros. É necessário aproveitar todas as oportunidades para elevar nossa parceria aos mais altos níveis de excelência”, complementou Zaki.

Youssef Hassan Khalawi, secretário-geral da Câmara Islâmica de Comércio, Indústria e Agricultura, refletiu sobre o tema desta edição, `Legado e Inovação´, afirmando que a convivência entre os povos não teve início apenas com a imigração dos árabes ao Brasil. “Os livros de história já mencionavam a travessia pelo ‘mar da escuridão’ [Oceano Atlântico] com a chegada dos fenícios antes de Cristo nas costas brasileiras. Então desde sempre existe essa presença dos árabes, seus costumes, tradições e o comércio justo para ambas as partes. Tudo isso compõe essa relação de admiração mútua”.

Khalawi afirmou que o Brasil é um grande parceiro na segurança alimentar de 420 milhões de árabes e que estão construindo uma relação ainda mais próxima, dinâmica e estratégica. Entre os avanços, ele citou o módulo de despacho documental Easy Trade, da Câmara Árabe, que permite a validação de documentos de carga de forma digital, sem papel e em prazo antes impensável de dois dias. “Menos burocracia, mais vantagens para todos. Também acompanhamos com satisfação a abertura de escritórios regionais [da Câmara Árabe] em cidades-chave como Brasília, Itajaí, Dubai, Cairo e em breve, possivelmente, em Riade”, adicionou. 

Sameer Abdulla Nass, presidente da Câmara de Comércio e Indústria do Bahrein, enfatizou a necessidade de linhas marítimas diretas entre Brasil e mundo árabe para um comércio ainda mais efetivo e que agregue valor a investidores e exportadores. “O Brasil tem uma importância imensurável para nós porque é uma porta de entrada para América Latina. Temos a certeza de que todas as negociações em torno de melhores linhas marítimas elevarão a nossa relação a patamares inimagináveis comercialmente falando”, colocou.

Para Nass, as crises devem ser encaradas como oportunidades múltiplas em vários setores. “É necessário que a gente trabalhe com muito esforço, na mesma linguagem e direção. Quanto maior a nossa cooperação para atingir avanços importantes, como o marítimo, melhores serão as decisões das empresas sobre investimentos e integração comercial nos

Fonte: Impresa Câmara Árabe Via A4&Holofote Comunicação

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes