60 plataformas de petróleo serão instaladas no offshore brasileiro com os novos leilões

plataformas de petróleo offshore leilão ANP

Tudo isso deve gerar investimentos da ordem de R$ 300 ou R$ 400 bilhões. Oddone, ressaltou também a revitalização dos campos maduros de petróleo da Bacia de Campos.

Nesta terça-feira, 29 de outubro, o diretor- geral da ANP, Décio Oddone, informou que em média 60 plataformas de petróleo devem ser instaladas no offshore brasileiro com os novos leilões de petróleo que serão realizados pela Agência. A afirmação do executivo ocorreu durante café da manhã na OTC Brasil 2019.  Em paraleo a Petrobras quer encontrar compradores para suas refinarias no Golfo.

“Tudo isso deve gerar investimentos da ordem de R$ 300 ou R$ 400 bilhões. É transformador para a indústria como um todo”, informou Oddone.

A necessidade é proporcional às rodadas recentes e as programadas para 2019 e 2020, incluindo o excedente da cessão onerosa e a 6ª rodada do pré-sal, marcados para 6 de novembro.

Em pouco tempo a Agência irá publicar a resolução, que define regras para o descomissionamento de campos e plataformas, informou Addone.

As atividades terrestres e em águas rasas no Brasil irão destravar, por conta do reserve based lending, junto com a norma e a redução de royalties para produção incremental de campos maduros de petróleo.

Uma operação de reserve based lending é aquela em que o valor do financiamento é determinado pelo valor presente das reservas a serem produzidas e a amortização da dívida é feita com os recursos decorrentes da venda do petróleo e gás produzido. A medida foi regulamentada pela ANP este ano.

O executivo ressaltou também a revitalização dos campos maduros de petróleo da Bacia de Campos e a definição da Agência em dar prazo para a Petrobras definir o que fará com 250 campos em águas rasas no Nordeste.

“Nós vamos ver essa indústria renascendo. Estamos depois de décadas vendo a substituição de um monopólio por uma indústria”, comentou.

Flavia Marinho

About Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.