Para não deixar o clássico Land Cruiser esquecido, Toyota decide produzir peças necessárias para manter o modelo nas ruas

Valdemar Medeiros
por
-
04-08-2021 12:23:02
em Logística e Transporte
Toyota - Bandeirantes - Land Cruiser - Land-Cruiser – Fotos: Divulgação Toyota

Para que o Land Cruiser, modelo clássico da Toyota continue circulando nas ruas, a montadora realizou pesquisas afim de produzir as principais peças do veículo ausentes no mercado

Em comemoração aos 70 anos do Land Cruiser Série 40, a Toyota decidiu produzir as peças necessárias para manter o modelo clássico em condições para que o mesmo continue circulando nas ruas. No Brasil ele é conhecido como Bandeirante, produzido até 2001. O primeiro modelo de sucesso da Toyota a nível internacional, o Land Cruiser 40 chegou aos EUA na metade da década de 50 e chegou às fábricas brasileiras três anos depois, fazendo do país, o primeiro a possuir uma fábrica da montadora depois do Japão.

Leia também

Toyota realiza pesquisas para manter o clássico Land Cruiser nas ruas

Para fabricar peças realmente necessárias, a Toyota consultou revendedores do Land Cruiser e também fez pesquisas com clubes de proprietários e fãs do modelo. Feito isso, a montadora Japonesa listou as peças mais necessárias para manter o Land Cruiser 40 em condições de circular nas ruas brasileiras.

Os itens, segundo proprietários e revendedores, são os mais difíceis de se encontrar no mercado de peças automotivas. De forma resumida, as peças e componentes do Land Cruiser se referem aos conjuntos de freios, suspensão e direção, mas a Toyota também produzirá peças de motor, escapamento e transmissão. A lista completa de peças para o clássico não foi divulgada pela Toyota.

Como encontrar as peças que estão em falta no mercado?

Apresentação – Land Cruiser – créditos: The FJ Company Sport/Youtube

Para saber ou pedir a peça que está com dificuldade de encontrar, o dono de um Land Cruiser pode acessar o site da Toyota, informando qual item está em falta. Vale ressaltar que não é uma garantia de que a marca atenderá de forma automática, mas quanto mais pedidos, mais provável e rápida será a construção das peças do clássico.

De acordo com a montadora, todas as regiões do mundo serão contempladas com as novas peças até 2022. Nesse site, a Toyota põe como obrigatório a indicação da região e país, assim como a idade do modelo e a sua geração, listando as BJ, HJ e FJ. A quilometragem, o ano do modelo, tipo de carroceria, modelos de motor, qual combustível, modelo de transmissão, tipo de câmbio e outras informações também serão necessárias.

O questionário é um tanto grande, mas servirá de grande ajuda para que a montadora encontre as maiores necessidades dos donos do clássico Bandeirante. Vale ressaltar que no Brasil, o Jipe da Toyota teve motores originais até 1962 e depois de 1994 começou a utilizar os propulsores da Mercedes-Benz.

Conheça o Toyota Bandeirante

Como dito anteriormente, o Bandeirante foi montado incialmente no Brasil, ainda com o nome de Land Cruiser FJ-251, a partir de janeiro de 1958. A fabricação do Bandeirante no Brasil foi nacionalizada por volta de 1962 e teve sua produção encerrada em novembro de 2001.

Nesse período, foram fabricadas 103.750 unidades, que somados com os Land Cruisers montados em CKD chegam a 104.621. O modelo é conhecido pela sua robustez e capacidade de se movimentar em terrenos complicados para os automóveis de passeio.

Entre os anos de 58 a 62, foi equipado com o motor 2F da Toyota, um 4.0 de baixa rotação a gasolina que conta com 6 cilindros e entrega uma potência de 110 cavalos.  

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe