Na contramão do mundo, Rússia aposta no crescimento do carvão; país investe U$ 10 bilhões para expandir ferrovias e aumentar comercio com a China

Fábio Lucas
por
-
31-05-2021 18:51:02
em Indústria e Construção Civil
russia china carvão meio ambiente ferrovia Fotógrafo: Andrey Rudakov / Bloomberg

Apostando no crescimento da demanda chinesa por carvão, Rússia investe 10 bilhões de dólares na expansão das ferrovias do país

As usinas a carvão parecem que estão com os dias contatos. Países europeus possuem metas de acabar completamente com as usinas a carvão, ao mesmo tempo que algumas usinas já estão sendo fechadas na Espanha. Com o amento da consciência em relação ao meio ambiente, energias limpas estão ficando mais baratas, algo que facilita a transição. Porém, a Rússia vai na contramão, apostando no crescimento do consumo.

Conforme informações da Bloomberg, o governo da Rússia, liderado por Vladimir Putin, está investindo 10 bilhões de dólares para modernizar e impulsionar as ferrovias do país que irão ajudar na exportação da commodity. O país está com pressa para concluir o projeto, utilizando até prisioneiros para acelerar as obras. 

O país investindo nas ferrovias rumo ao extremo oriente fazendo uma grande aposta. Mesmo com a provável diminuição do ritmo das usinas a carvão, a Rússia aposta que o consumo de carvão continuará aumentando mesmo que em outros países a demanda diminua. 

‘’É realista esperar que a demanda asiática por carvão importado aumente se as condições forem adequadas’’ disse Evgeniy Bragin, vice-presidente da UMMC Holding, que possui empresa de carvão na Sibéria. 

O investimento do governo russo de 10 bilhões de dólares visa expandir as suas maiores ferrovias da Rússia. A expectativa é que a capacidade de transporte de carvão e outros bens seja aumentada para 182 milhões de toneladas até 2024. A capacidade atual já é mais que o dobro do que as ferrovias tinham em 2013 quando se deu início ao projeto de expansão promovido pelo presidente Vladimir Putin. 

Vagões de carga carregados com carvão em ramais na ferrovia Transiberiana. Créditos da imagem: Andrey Rudakov/Bloomberg

A Rússia está tentando monetizar suas reservas de carvão rápido o suficiente para que o carvão contribua para o PIB, em vez de ficar preso no solo’’ diz Madina Khrustaleva, especialista na região. 

 A aposta do presidente Vladimir Putin é que a fronteira terrestre com a China faça com que o país se torne o principal fornecedor de carvão para a China. A situação da Rússia pode se facilitar por conta da crise entre a China e a Austrália, atual maior exportador de carvão do mundo. 

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.