Pensando no meio ambiente, Ferrari confirma seu novo carro elétrico a ser lançado em 2025

Fábio Lucas
por
-
21-04-2021 16:46:57
em Energia Renovável
Ferrari / meio ambiente / carro elétrico Ferrari / meio ambiente / carro elétrico

Ferrari, gigante de carros esportivos italiana, já tem em mente o seu primeiro carro elétrico. Outro veículo híbrido já foi lançado no passado

Os países estão cobrando pouco a pouco uns aos outros para buscarem a redução na emissão de CO2 e colaborar com o meio ambiente. Hoje, o mercado automotivo está cada vez mais vivendo a tendência em investir nos veículos elétricos para buscar contribuir com o meio ambiente. Contudo, outro fator importante é a economia, que gera os bolsos dos consumidores. A Ferrari é mais uma a confirmar o lançamento de um carro elétrico.

No último dia 15, John Elkann, CEO da empresa Ferrari, destacou que a mesma irá lançar o seu primeiro carro elétrico apenas em 2025. “Pode ter certeza de que isso será tudo o que sonhou. Os engenheiros e designers da’Maranello sabem que será um marco tão importante em nossa história”. O Carro elétrico da Ferreri demorará a sair do papel porque a empresa italiana tem outros projetos em mente a curto prazo.

Os veículos elétricos, como anteriormente citado, estão ganhando cada vez mais o mercado globalmente. O grande líder global no setor ainda é a Tesla, porém, com o passar dos anos, outras gigantes estão entrando no setor e devem aumentar a competividade, barateando o preço para o consumidor. A Ferrari já tinha lançado o carro SF90 Stradale, sendo esta a primeira Ferrari apresentada como um carro elétrico hibrido.

Ferrari Stradale

O carro elétrico da Ferrari, deve ser lançado somente em 2025, porque a empresa tem outros grandes focos no momento, haja vista que três novos veículos serão lançados nos próximos meses.

Carro elétrico no Brasil ainda é muito caro

Veículos no ramo elétrico estão cada vez mais ganhando força no mercado, principalmente dos países de primeiro mundo. Todavia, no Brasil, esse processo ainda está muito devagar, uma vez que ainda é preciso aumentar drasticamente as estações de carregamento de carros elétricos no país. Além disso, os principais carros elétricos disponíveis no mercado global têm que ser importados pelo comprador final, deixando o produto muito mais caro, visto a desvalorização atual do real e impostos exagerados.

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.