Estado de Minas Gerais receberá R$ 136 bilhões de investimentos em novos projetos

Roberta Souza
por
-
08-09-2021 14:28:42
em Indústria e Construção Civil
Minas Gerais – projetos Indústria/ Fonte: G1-Globo

Os investimentos no estado de Minas Gerais são de empresas como a Amazon, Nike, WEG, Bravo Motor, Heineken, Grupo Petrópolis e mais

A Agência de Promoção de Investimento em Comércio em Minas Gerais divulgou recentemente que o estado poderá receber mais de R$ 136 bilhões de investimentos. A agência, destaca que mais de 225 empresas de 16 nacionalidades distintas, distribuídas em quase 30 setores econômicos diferentes, dentre eles: mineração, indústria, bebidas, e-commerce, energia solar e entre outros. Leia ainda: Grupo atacadista tem planos para investir cerca de R$ 700 milhões em projetos para ampliação, em Minas Gerais

O estado conta com vários centros de distribuições

O Grupo OVD, que atua no mercado de ferragens, ferramentas, acessórios, materiais elétricos e hidráulicos, além de equipamentos para construção civil e indústria, vai instalar o primeiro centro de distribuição da empresa em Minas Gerais. O município escolhido pela empresa para sediar o empreendimento foi Betim, na região metropolitana. O empreendimento receberá um investimento de R$ 24 milhões, e a previsão inicial é que sejam criados pelo menos 25 novos postos de trabalho na unidade, que já está em fase de implantação.

A Infracommerce, companhia responsável pela operação de e-commerce de gigantes como Nike, Ambev, Unilever, Motorola, Ray Ban e outras marcas nacionais e internacionais acaba de iniciar atividades em Extrema, no Sul de Minas Gerais. A inauguração do centro de distribuição (CD) vai gerar cerca de 300 empregos diretos, podendo chegar a mais de 500 durante o evento comercial Black Friday.

Está previsto para este mês de setembro o início das atividades da expansão do centro de distribuição do Magazine Luiza em Extrema, no Sul de Minas Gerais. O local será uma extensão da unidade já existente. Segundo o gerente de gestão de pessoas do Magalu, Wiliam Miguel, a operação irá atender às atividades da Netshoes. Cerca de 500 novos empregos no local serão gerados, e algumas vagas já estão abertas.

A indústria automotiva segue crescendo e levando muitos investimentos para o estado

A cidade de Nova Lima, localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, irá receber uma nova indústria automotiva, a Bravo Motor Company, que pretende produzir carros elétricos no município. O investimento para a implantação do empreendimento é de mais de R$ 25 bilhões e a promessa é que 10 mil empregos diretos sejam gerados.

A oficialização da construção de uma nova indústria de carros elétricos para o transporte público, pela Bravo Motors Company, representa um marco histórico na transformação econômica, não apenas da cidade e do estado de Minas Gerais, mas também do país. A nova unidade, além de gerar novos empregos, irá fabricar carros elétricos, células e packs de baterias, sistemas de armazenamento, dentre outros equipamentos utilizados no transporte compartilhado. O empreendimento será o primeiro do tipo na América Latina.

Fábricas estão sendo construídas em Minas Gerais

As obras da nova fábrica da Heineken, em Pedro Leopoldo, no estado de Minas Gerais iniciam nova fase de construção com muitas oportunidades de trabalho abertas. A empresa Tucumann Engenharia, da cidade de Curitiba, que irá executar as obras já disponibiliza vagas para a execução de atividades de terraplanagem e drenagem no terreno. Com investimentos de R$ 1,8 bilhão, o projeto será a primeira fábrica da Heineken totalmente construída no Brasil.

A CCPR – Cooperativa Central dos Produtores Rurais irá investir R$ 132 milhões no projeto da construção de uma fábrica de produção de soluções nutricionais (rações e suplementos minerais) para animais, em Curvelo, Região Central de Minas Gerais. A empresa já possui uma unidade industrial em Contagem, na Região Metropolitana de BH.

O Cristália, laboratório farmacêutico, farmoquímico e de biotecnologia de capital 100% nacional, acaba de anunciar o projeto de aquisição de mais uma planta industrial para expandir a capacidade de produção de medicamentos. O grupo empresarial comprou imóvel onde funcionava a fábrica de tecidos Santanense, em Montes Claros, em Minas Gerais. A previsão de investimentos no local é de aproximadamente R$ 300 milhões e cerca de 700 novos empregos poderão abrir.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe