Empresa cria condensador de água que não precisa de energia, capturando água potável 24 horas por dia

Fábio Lucas
por
-
30-06-2021 23:00:00
em Energia Renovável
energia energia limpa água potável meio ambiente Foto: ethz.ch

Pesquisadores suíços projetam um equipamento capaz de condensar água potável 24 horas por dia sem a necessidade do uso de energia

O aquecimento global tem prejudicado o abastecimento de água doce em todo o planeta. As cidades costeiras optam por usinar de salinização, bem como a opção de extrair água do ar está crescendo em todo o mundo. Porém, essas opções são caras e gastam muita energia, situação que faz com que elas sejam usadas em somente alguns lugares.  Todavia, pesquisadores da ETH Zurich visam ajudar as comunidades ao redor do globo gerar água potável 24 horas por dia, de forma barata e sem gastar energia.  

O dispositivo suíço consiste em um painel de vidro revestido, que promete refletir a reação do sol e também irradia o seu calor diretamente para o espaço. Dessa forma, o equipamento de condensação consegue ficar até 15 graus abaixo do ambiente. Na parte inferior do equipamento, o vapor de água no ar acaba condensando e gerando água potável. 

Os especialistas revestiram o vidro com um polímero especial, projetadas especialmente para este fim, tendo a capacidade de capturar água potável 24 horas por dia, sem usar energia. O revestimento faz que o vidro emita a radiação infravermelha em uma janela. O projeto também tem um escudo de radiação com um formato de cone para desviar a radiação do calor. 

Projeto de condensador de água: Foto: ETHZ

Capacidade de capturar água potável sem energia

O projeto tem a capacidade de funcionar sem nenhuma entrada de energia. O dispositivo tem a capacidade de produzir até 0,6 decilitros de água por hora por metro quadrado de painei, nas melhores condições: “Isso está perto do valor máximo teórico de 2,03 onças (0,6 decilitros) por hora, que é fisicamente impossível de ultrapassar”, destaca Iwan Hanchler, estudante da ETH Zurique. 

O diferencial do projeto em comparação com outros estudos é que a água condensada precisa ser removida de uma superfície, ação que necessita energia. Os pesquisadores então aplicaram um revestimento hidrofóbico, fazendo que a água goteje e seja coletada

A ideia do projeto é investir no dispositivo que possa ser usado em países com grande escassez e água, bem como países em desenvolvimento e emergentes.  

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.