MENU
Menu
Início Condução totalmente autônoma da Tesla recebe sistema de segurança contra falhas após possíveis acidentes

Condução totalmente autônoma da Tesla recebe sistema de segurança contra falhas após possíveis acidentes

6 de janeiro de 2023 às 14:30
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Condução totalmente autônoma da Tesla
Condução totalmente autônoma da Tesla (Foto/divulgação)

O conjunto de recursos Full Self-Driving (FSD) da Tesla permite que o carro essencialmente dirija sozinho em determinadas situações, em condução totalmente autônoma.

Entretanto, para evitar imprevistos, um recurso de segurança impede que os motoristas fiquem controlados pela condução totalmente autônoma, onde o CEO Elon Musk disse que em breve os motoristas terão a opção de desativá-lo.

A característica em questão é o incômodo no volante, que exige que o motorista mantenha as mãos no volante o tempo todo, caso contrário, o carro pede que ele gire um pouco o volante de vez em quando para mantê-lo focado.

Artigos recomendados

Conheça mais sobre a opção de desligar a condução totalmente autônoma

Recentemente, um usuário do Twitter sugeriu (via Teslarati) que “usuários com mais de 10.000 milhas no FSD Beta devem ter a opção de desligar o volante”, e Musk concordou, dizendo que uma atualização (que provavelmente trará o recurso) chega em janeiro.

Com esta atualização da condução totalmente autônoma, os motoristas da Tesla devem poder ligar o FSD e tirar as mãos do volante completamente enquanto o carro dirige sozinho. Alguns proprietários expressaram entusiasmo com o recurso no Twitter, embora isso possa levantar mais questões sobre se os FSDs são maduros o suficiente para serem permitidos em vias públicas.

A Tesla tem outra maneira de manter os motoristas focados – uma câmera embutida na cabine que pode emitir avisos e até mesmo acionar os freios se detectar que o motorista está desatento. No entanto, existem alguns problemas com esta abordagem.

Para começar, nem todos os veículos da Tesla estão equipados com câmeras no cockpit, o que pode significar que os proprietários desses carros não terão a opção de desativar os problemas do volante. Além do mais, um relatório do Consumer Reports datado de dezembro de 2021 (e atualizado em junho de 2022) descobriu que o monitoramento de motorista baseado em câmera da Tesla não era uma solução adequada para garantir que os motoristas prestassem atenção na estrada.

Conheça o sistema de condução totalmente autônoma

O FSD da Tesla (ainda chamado de “beta” pela Tesla) é um conjunto de recursos que permite ao motorista inserir um destino no sistema de navegação do carro e deixar o carro dirigir sozinho, embora exija que o motorista esteja atento e pronto para assumir o controle em todas as vezes.

O FSD foi inicialmente oferecido a um pequeno grupo de usuários, mas desde então se expandiu para motoristas que atendem ao requisito de “pontuação de segurança” da Tesla. No entanto, em novembro passado, tornou-se disponível para todos os proprietários de veículos da Tesla com hardware compatível.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR