Home > Sem categoria

Bacia de Sergipe Alagoas tem nova descoberta de gás, desta vez da petroleira indiana ONGC

Renato Oliveira
por
-
17-10-2019 12:22:03
em Sem categoria
Bacia de Sergipe Bacia de Sergipe Alagoas com alta atividade offshore

Descoberta foi em águas profundas do bloco BM-SEAL-4, na bacia de Sergipe Alagoas pela petroleira indiana ONGC e agora começam os testes de comercialidade

A bacia de Sergipe Alagoas continua com atividade offshore bastante movimentada e suas recentes descobertas de gás tem sido equiparadas e chamadas de um novo pré-sal.
Em meados do mês passado o Click Petróleo e Gás já havia informado que a Bacia de Sergipe deve receber perfurações da ExxonMobil já em 2020, tendo em vista os blocos arrematados pela empresa no leilão da oferta permanente.

A descoberta desta vez foi da petroleira indiana ONGC que anunciou uma descoberta de gás natural no poço Moita Bonita-2, localizado em águas profundas do bloco BM-SEAL-4.
O ativo está localizado em lâmina d’água de 2.629 metros na bacia de Sergipe Alagoas, com operação da Petrobras (75%) em parceria com a empresa indiana (25%).

Segundo o consórcio o cronograma agora prevê a continuidade das atividades operacionais para avaliar a área e verificar sua comercialidade, tendo em vista que os testes iniciais, segundo divulgou a ONGC, os resultados demonstraram boa produção do reservatório.

A estatal indiana

A Corporação de Petróleo e Gás Natural ( ONGC ) é uma Corporação Multinacional Indiana de Petróleo e Gás . Sua sede agora está em Nova Delhi, na Índia. É uma empresa estatal do Governo da Índia , sob o controle administrativo do Ministério do Petróleo e Gás Natural.
É a maior empresa de exploração e produção de petróleo e gás do país. Produz cerca de 70% do petróleo bruto da Índia (equivalente a cerca de 57% da demanda total do país) e cerca de 84% de seu gás natural

A ONGC está presente no extremo Oriente, Oriente médio, na África e na América Latina através de sua subsidiária ONGC Videsh Limited (OVL). No Brasi detém os blocos BC-10, BM-SEAL-4, BM-BAR-1, BM-ES-42, BM-S-73 e S-74, na Colômbia controla os blocos LLA-69, RC-8, RC-9, RC-10, SSJN-7 e CPO-5, em Cuba blocos N-25, N-26, N-27, N-28, N-29 N-34, N-35 e N-36 e na Venezuela opera os Blocos San Cristobal e Carabobo-1.

Leia também ! Contratações na área de perfuração offshore: MDE Group chega ao Brasil e se instala no RJ !

Tags:
Renato Oliveira
Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships.