Início Usina Jaguatirica II, em Roraima, tem operações comerciais autorizadas pela Aneel. A termelétrica tem potencial inicial de 140,834 MW

Usina Jaguatirica II, em Roraima, tem operações comerciais autorizadas pela Aneel. A termelétrica tem potencial inicial de 140,834 MW

20 de fevereiro de 2022 às 20:28
Compartilhe
Siga-nos no Google News
termelétrica, usina, Roraima
Foto: Reprodução Google Imagens (via EPBR)

Com capacidade de produzir 80% do consumo energético de Roraima, a usina termelétrica Jaguatirica II é considerada a maior do estado

Localizada na região do Bom Intento, zona rural de Boa Vista, a usina termelétrica Jaguatirica II é considerada uma das geradoras mais significativas para o estado de Roraima. Com potência total de 140,834 MW, o funcionamento da usina termelétrica é à base de gás natural. Este, é extraído do campo de Azulão, também operado pela Eneva na Bacia do Amazonas. O campo iniciou a operação somente em setembro do último ano, depois de passados  20 anos da sua descoberta.

Leia também:

Segundo o canal Folha BV, no dia 15 de fevereiro, a usina termelétrica Jaguatirica II, da empresa de energia Eneva em Roraima, recebeu autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para poder começar a operação comercial da primeira unidade produtora, inicialmente capaz de gerar 48,653 MegaWatts.

Inaugurada pelo presidente Jair Bolsonaro, a usina Jaguatirica II representa um marco do início da mudança efetiva da matriz energética do estado, a partir da substituição da energia a diesel, que é mais poluente e mais cara. A termelétrica, de acordo com a Eneva, é capaz de acabar com a instabilidade quanto à energia de Roraima, já que tem potencial para suprir mais de 80% do consumo do estado.

Tendo em vista que é a única Unidade Federativa de todo o país que não está ligada ao Sistema Nacional de Energia, Roraima depende, portanto, inteiramente da geração de energia local.

Também em Roraima, outras unidades de geração de energia termelétrica estão com previsão para iniciar a operação comercial nos próximos meses. De acordo com a companhia Eneva, isso vai colaborar na diminuição de custos de energia e de emissão de poluentes. 

A usina termelétrica de Jaguatirica II é o primeiro empreendimento do Leilão dos Sistemas Isolados n° 01/2019 a iniciar a operação comercial e está prevista para ser a maior usina do estado de Roraima, na região Norte do país. 

Sobre o Projeto Azulão, ligado à termelétrica Jaguatirica II

A venda da Petrobras do Azulão à Eneva ocorreu em novembro de 2017, por mais de 54 milhões de dólares. O local foi descoberto em 1999 e declarado comercial após 5 anos, em 2004. Entretanto, até o momento de sua venda, 13 anos depois, ele não foi colocado em operação pela empresa estatal. 

A produção de gás natural no campo de Azulão só teve início em maio de 2021. Em setembro do mesmo ano, iniciaram-se as comercializações. No final de 2021, em novembro, Eneva obtém licença do órgão de meio ambiente do estado — Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh) para operação da usina termelétrica Jaguatirica II.

Investimento bilionário no Nordeste: 2W Energia recebe autorização da Aneel para iniciar as obras de construção de usinas e explorar a geração de energia eólica no Ceará

Investimento bilionário no Nordeste! A 2W Energia recebeu, neste mês, a outorga da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para implantar e explorar a geração de energia eólica no Complexo Kairós Wind, localizado no município de Icapuí, no Ceará. A partir desta aprovação, a empresa pode dar início às obras de implantação do parque, que representa um investimento de R$ 1,4 bilhão. Confira esta matéria na íntegra clicando aqui.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes