Uma das maiores produtoras de motos da Índia quer fabricar motocicletas no Brasil e aposta em modelo de entrada por menos de R$ 3,5 mil

Valdemar Medeiros
por
-
03-05-2021 11:39:17
em Logística e Transporte
motos - índia - motocicletas - Bajaj no Brasil – Fonte: Canal Chico Sepulveda

A Bajaj, uma das maiores produtoras de motos da Índia, está em processo de expansão e afirma que o Brasil está incluso nos seus planos

Na Índia, a Bajaj é uma das maiores montadoras de motocicletas. No mercado brasileiro quase não houve contato com tais motos, porém de acordo com anunciação da montadora da Índia em outubro do ano passado isso deve mudar, já que a empresa pretende expandir globalmente e o Brasil está incluso nessa expansão. A montadora pretende abrir uma fábrica de motocicletas no país com logística e estoque de peças localizadas, com preços que atendem aos consumidores brasileiros.

Leia também

Planos da montadora da Índia incluem motos com bom custo-benefício

As intenções da Bajaj não se limitam apenas a vender motos, a montadora tem planos de construir uma fábrica em Manaus (AM) com potencial para exportar para outros mercados da região. Demonstrando que não está de brincadeira, a montadora de motocicletas já começou a agir. A sua primeira ação foi a confirmação de contrato com Waldyr Ferreira, chefe das operações no Brasil.

Os planos da montadora da Índia deverão ser completos, contando, além da fábrica, com logística e estoque de peças localizadas. Um ponto importante da Bajaj é que ela é focada em modelos de entrada, principalmente com motocicletas de baixa cilindrada. Os modelos mais procurados tem motores com aproximadamente 100cm3 e 400 cm3, sendo assim a Bajaj poderia trazer para o mercado brasileiro motos mais acessíveis aos consumidores.

Modelos elétricos da montadora de motocicleta indiana despertam interesse dos brasileiros

Na Índia, a Bajaj não disponibiliza só motos mais acessíveis, já que é ela que oferta a moto mais barata de lá: a CT100, modelo que no país indiano chega a 49.152 rúpias, R$ 3,5 mil na conversão direta. É uma motocicleta simples, porém, se comparada à moto mais barata no Brasil, a diferença é enorme.

No Brasil, a motocicleta mais barata está em torno de R$ 6.980. A CT100 da montadora da Índia possui um motor monocilíndrico de 102 cm3 com arrefecimento a ar, porém já alimentado por injeção eletrônica. Ela entrega apenas 7,9 cv de potência, e em torque ela entrega 0,83 kgfm de torque. A motocicleta possui um câmbio com quatro velocidades. Segundo a montadora da Índia a CT 100 chega a 90 km/h.

Sobre a Bajaj

Além das motocicletas movidas a combustão, a montadora está desenvolvendo linhas de motos elétricas. A empresa lançou na Índia o scooter Chetak, em março deste ano (2021), modelo que tem preços um pouco mais elevados, chegando a R$ 10,4 mil.

A Chetak possui baterias de 3 kWh de capacidade e um motor elétrico de 3,8 kW, em torno de 5,5 cv. Com essas configurações, a Bajaj afirma que a Chetak tem uma autonomia que pode chegar até 95 km e alcançar uma velocidade de 70 km/h.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.