1. Início
  2. / Geopolítica
  3. / Reino Unido apresenta sistema Anti-Drone inovador custando apenas US$ 0,12 por tiro!
Tempo de leitura 3 min de leitura Comentários 0 comentários

Reino Unido apresenta sistema Anti-Drone inovador custando apenas US$ 0,12 por tiro!

Escrito por Valdemar Medeiros
Publicado em 21/05/2024 às 08:20
Reino Unido apresenta sistema Anti-Drone inovador custando apenas US$ 0,12 por tiro!
O Ministro de Compras de Defesa, James Cartlidge, viu como a nova arma de energia dirigida por radiofrequência está sendo desenvolvida (Foto: MOD)

Reino Unido apresenta sua nova arma de radiofrequência capaz de derrubar drones invasores. O sistema Anti-Drone entrega um ótimo custo benefício, cada tiro custa menos de 1 real!

O governo do Reino Unido anunciou na última quinta-feira (16) o projeto da sua nova arma para a defesa contra ataques de drones. O Ministério da Defesa do Reino Unido descreveu a arma de radiofrequência como revolucionária pelo uso das ondas de rádio para desativar o sistema eletrônico do ataque inimigo para derrubar vários drones de uma só vez. Confira tudo sobre o revolucionário sistema Anti-Drone do Reino Unido.

Confira como funciona o novo sistema Anti-Drone do Reino Unido

A arma de radiofrequência utiliza ondas de rádio e possui um custo de apenas US$ 0,12 por tiro (cerca de R$ 0,61). O sistema Anti-Drone ainda está sendo desenvolvido e é chamado de Radio Frquency Directed Energy Weapon (RFDEW, sigla em inglês para “arma de energia dirigida por radiofrequência”).

O novo equipamento pode detectar, rastrear e prevenir ataques feitos por terra, mar ou ar. Segundo o Ministério do Reino Unido em nota à imprensa, o sistema Anti-Drone é capaz de identificar alvos que estejam a cerca de 1 km de distância e estão atuando para expandir a capacidade.

O sistema RFDEW está sendo desenvolvido para as Forças Armadas Britânicas como parte do plano do governo para colocar a indústria de defesa do Reino Unido em pé de guerra (Foto: MOD)

A arma de radiofrequência é considerada um equipamento com custo-benefício muito mais atrativo do que os mecanismos tradicionais, que utilizam o disparo de mísseis e sistemas de defesas aéreas para coibir os drones. Oficiais do Reino Unido apontam que a arma tem efeito imediato.

Devido à guerra entre a Rússia e a Ucrânia, vários países têm reforçado o seu orçamento para o desenvolvimento de armamento de combate e isso inclui o Reino Unido. No último mês, o primeiro-ministro Rishi Sunak aprovou um aumento na fatia do Produto Interno Bruto (PIB) voltado ao Ministério da Defesa. O total deve chegar a 2,5% do PIB até 2030.

Novo sistema anti-drone inovador pode dar vantagem competitiva às Forças Armadas

Segundo o ministro da Defesa, James Cartlidge, o Reino Unido já é reconhecido como uma potência nos campos da ciência e tecnologia.

“O desenvolvimento da arma de radiofrequência não apenas torna o exército do Reino Unido mais protegido no campo de batalha, mas também mantém o país como líder mundial em equipamentos militares inovadores”, destacou James Cartlidge

Já Paul Hollinshead, chefe de laboratório de tecnologia e ciência do Ministério da Defesa, acredita que o novo sistema é capaz de dar vantagem competitiva às Forças Armadas, salvando vidas e derrotando ameaças mortais.

O sistema Anti-Drone é programado para emitir ondas de rádio que interrompem e danificam os componentes eletrônicos críticos dos equipamentos inimigos. Além disso, o artefato em desenvolvimento possuirá capacidade de derrubar altas quantidades de drones, com efeito instantâneo. O próprio sistema poderá ser operado por uma pessoa, visto seu alto nível de automação.

A tecnologia da arma de radiofrequência usa uma fonte de energia móvel responsável por produzir pulsos de energia de radiofrequência nos disparos que podem ocorrer em sequência contra um alvo específico ou então ampliados para envolver todas as ameaças.

Reino Unido possui outros equipamentos anti-drone

Em janeiro o Ministério da Defesa do Reino Unido realizou o primeiro teste bem-sucedido da arma laser DragonFire. A arma foi capaz de derrubar drones simulando um ataque inimigo no espaço aéreo do país. O Secretário de Defesa do Reino Unido, Grant Shapps, celebrou o sucesso do teste.

O equipamento não é a primeira arma laser capaz de destruir foguetes e drones, pois Israel também possui sistema de defesa parecido.

Segundo Grant, a arma laser DragonFire pode derrubar qualquer tipo de aeronave. Apesar disso, ele destacou o objetivo primário da arma ser o de combater drones inimigos. Nas redes sociais, apontou o esforço dos cientistas em desenvolver uma arma laser capaz de derrubar drones inimigos.

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Valdemar Medeiros

Jornalista em formação, especialista na criação de conteúdos com foco em ações de SEO. Escreve sobre Indústria Automotiva, Energias Renováveis e Ciência e Tecnologia

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x