Início Quem são os investidores que querem comprar o estaleiro Atlântico Sul por R$ 1 bilhão, através de leilão, e gerar milhares de empregos?

Quem são os investidores que querem comprar o estaleiro Atlântico Sul por R$ 1 bilhão, através de leilão, e gerar milhares de empregos?

23 de junho de 2022 às 08:43
Compartilhe
Siga-nos no Google News
estaleiro atlântico sul, porto de Suape, investidores, empregos, leilão
Investidores permanecerão ocultos até a aprovação da proposta de compra do estaleiro em leilão

Ainda oculto, um grupo internacional apresentou a proposta bilionária para assumir estaleiro no Porto de Suape em Pernambuco

O leilão de áreas do Estaleiro Atlântico Sul, no Porto de Suape, no município do Cabo de Santo Agostinho (PE), estava previsto para acontecer na última terça-feira (21), porém a operação da venda foi adiada para julho. Aconteceu que a Tecon Suape, que já opera terminal em Suape, e a local Cone Suape pediram mudanças nas regras e adiamento. Agora, entra no jogo um consórcio internacional secreto de investidores que apresentou uma proposta de compra do espaço total por US$ 215.000.000,00 (duzentos e quinze milhões de dólares), e prometendo milhares de empregos.

No começo deste mês, executivos da empresa North Tabor Capital, com sede na Filadélfia (EUA) se dizendo representantes de um consórcio de empresas ocultas do ramo de açúcar e com investidores do UBS Group AG, JP Morgan Chase & Co., Santander Bank e Bank of America estiveram pessoalmente na Justiça do Cabo de Santo Agostinho e oficializam a proposta pela compra do Estaleiro Atlântico Sul, no Porto de Suape.

Artigos recomendados

O que se sabe é que um desses investidores também é armador e operador de navios pelo mundo. Assim, caso o leilão seja vencido pelo grupo de investidores até agora secreto, a expectativa é de que o Estaleiro Atlântico Sul deixe de realizar apenas reparos e volte construir de embarcações, com negócios internacionais no setor do petróleo, fazendo com que o Porto de Suape volte a ser uma potência em geração de empregos.

No documento enviado à juíza de direito Ildete Veríssimo de Lima, da 1ª Vara Cível da Comarca da cidade de Ipojuca, o fundador, sócio e gerente da Capital Tabor Norte, Cole Benoit Mattox, escreve que o grupo pretende concluir a aquisição, através do leilão, do espaço com área de 150 hectares em tempo hábil. Ainda na proposta, é colocado que os clientes e parceiros permanecerão ocultos até a aprovação da proposta de compra.

Suape desconhece proposta bilionária de grupo secreto

Em entrevista a um importante blog de política e economia de Pernambuco, o diretor presidente do Porto de Suape, Roberto Gusmão, não vê com bons olhos o fato do Estaleiro Atlântico Sul continuar no negócio de produção de navios.

“É como vender picolé no Polo Norte”, avaliou Gusmão. “Vamos aguardar. Temos que ter concorrência para sermos competitivo em preços e rotas de navegação em Suape. Caso contrário, tamo fora do jogo, da nova matriz logística mundial que será feita pós guerra Ucrânia e COVID. E o setor de contêineres é fundamental nisso. Ele exporta e importa produtos com maior valor agregado. Para fora do país e dentro entre portos, ainda mais com a nova lei da cabotagem”, colocou.

Leilão movimenta outras propostas milionárias para o Estaleiro Atlântico Sul

Nos bastidores empresarial de Pernambuco, alguns já apostavam que o leilão do cais interno do Estaleiro Atlântico Sul seria vencido pela gigante global em logística marítima Maersk, operadora de terminais de conteineres. Por meio da subsidiária APM Treminals, da Holanda, a multinacional ofereceu R$ 895 milhões pelo Cais Sul, na área interna do Porto de Suape (lance mínimo).

A Maersk, até então, seria a única que ameaçava o monopólio da Tecon, empresa filipina que já opera um terminal público no porto organizado, atrelado ao controle de regras da União, e que também estava na disputa pela área colocada em leilão no Estaleiro Atlântico Sul.

Acontece que se os filipinos vencerem esse leilão, terão que abrir mão do terminal público para ter um terminal privativo. Assim, o Porto de Suape teria que realizar uma nova licitação.

Suape pode voltar ser um potencial gerador de empregos

Atualmente, o Estaleiro Atlântico Sul conta com cerca de 500 funcionários. Entre os anos de 2007 e 2014, chegou a gerar mais de 11 mil empregos. Naquela época, Pernambuco foi apontado como um Estado em situação de quase pleno emprego.

Em 2021, a empresa realizou serviços em 11 embarcações, o que gerou receitas de R$ 65,4 milhões tornando possível uma geração de caixa líquida de R$ 26,6 milhões. Via Web Stories

Relacionados
Mais recentes