Início Consórcio SUA Granéis pretende utilizar o Porto de Suape para realizar exportação de grãos produzidos na região do Matopiba

Consórcio SUA Granéis pretende utilizar o Porto de Suape para realizar exportação de grãos produzidos na região do Matopiba

17 de junho de 2022 às 20:57
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Com o crescimento constante da produção de grãos na região dos estados da Matopiba, o Consórcio SUA Granéis, que possui um terminal no complexo portuário, pretende utilizar o Porto de Suape para realizar a exportação dessas mercadorias nos próximos anos.
Fonte: Fredson Paiva Repórter

Com o crescimento constante da produção de grãos na região dos estados do Matopiba, o Consórcio SUA Granéis, que possui um terminal no complexo portuário, pretende utilizar o Porto de Suape para realizar a exportação dessas mercadorias nos próximos anos.

Nessa sexta-feira, (17/06), o Consórcio SUA Granéis está com grandes expectativas para o Porto de Suape, localizado no estado de Pernambuco. Isso, pois, a empresa pretende utilizar o seu terminal no complexo para realizar a exportação dos grãos produzidos na região dos estados do Matopiba, formada pelo Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, os quais possuem uma forte presença no ramo do agronegócio focado nesse tipo de mercadoria. 

Porto de Suape poderá ser rota de exportação dos grãos produzidos na região do Matopiba com o novo olhar da SUA Granéis para a realização das operações no complexo

O Porto de Suape é um dos mais relevantes de todo o Brasil quando se trata da eficiência na realização da exportação de mercadorias e, por isso, o Consórcio SUA Granéis agora busca novas utilizações para sua parte no local.

Artigos recomendados

Isso, pois durante o mês de março deste ano, a empresa de logística portuária arrematou o Terminal de Granéis Sólidos do Porto de Suape em leilão realizado na Bolsa de Valores, em São Paulo, e pretende utilizá-lo para o escoamento da produção dos estados do Matopiba para a exportação. 

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

A região, que engloba os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, vem sendo marcada por uma crescente na produtividade de grãos e pela necessidade de novas rotas de escoamento das mercadorias.

De acordo com os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgados durante este mês, a safra de grãos do Nordeste deve crescer quase 17% em 2022, chegando a 28 milhões de toneladas, significando um recorde na série histórica. Assim, o Consórcio SUA Granéis verifica um ótimo cenário para expandir a exportação dos produtos. 

Dessa forma, Manoel Ferreira, diretor da SUA Granéis, comentou sobre o futuro da exportação dos grãos pelo Porto e Suape e ressaltou que a região poderá crescer ainda mais com a utilização do complexo portuário para a realização das operações ao longo dos próximos meses.

Manoel finalizou: “O Matopiba está no nosso radar! Sete dos nove Estados da região devem puxar o crescimento e, três deles, Maranhão, Piauí e Bahia, os quais integram o Matopiba, devem colher algo próximo de 26 milhões de toneladas, pouco mais de 90% do total”.

Evento realizado pela SUA Granéis no complexo discutiu necessidade da utilização do complexo para a exportação dos grãos produzidos no Matopiba

Na manhã desta sexta-feira aconteceu um evento realizado pela SUA Granéis e outros representantes do agronegócio e do setor portuário, no Centro Administrativo do Complexo Industrial Portuário de Suape. O principal tema da reunião foi o crescimento da produção de granéis vegetais da região do Matopiba e o potencial de escoamento pelo Porto de Suape, bem como a utilização do complexo para a exportação dos grãos. 

Além disso, também houve uma palestra do diretor-executivo do Movimento Pró-Logística de Mato Grosso, Edeon Vaz Ferreira, que também é consultor da Aprosoja — Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso.

O evento foi base para a discussão do novo plano de escoamento da produção de grãos da região Matopiba por meio do Porto de Suape e a SUA Granéis pôde expor o seu projeto para o terminal no futuro. 

Agora, a empresa destaca que continuará buscando novas formas de utilizar o seu terminal no Porto de Suape para atrair ainda mais contratos e parcerias com produtores de grãos, com foco na região do Matopiba, ao longo dos próximos meses.

Relacionados
Mais recentes