Projeto ambicioso para 8 mini usinas de energia solar do governo do Piauí e endossado pela Aneel ganha vida até o final de 2021 e vai gerar empregos diretos e indiretos

Valdemar Medeiros
por
-
29-04-2021 13:37:22
em Energia Renovável
usinas de energia solar - governo do Piauí - Aneel - empregos Placas fotovoltaicas – Fonte: PPP Piauí




Dando um grande passo para o andamento da economia e sustentabilidade do estado, o Governo do Piauí implantará um projeto que conta com 8 mini usinas de energia solar, asseguradas pela Aneel, gerando empregos e impactando a vida de cerca de 90 mil pessoas

O Governo do Piauí é um dos que mais investiu no fornecimento de energia renovável e com responsabilidade ambiental no Brasil, a tendência é continuar crescendo nesse setor, segundo o relatório divulgado no último mês pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Através de uma Parceria Público Privada (PPP), o governo do Piauí pretende construir 8 mini usinas de energia solar e cada uma terá capacidade de produção de 5 MW. A expectativa é que as mini usinas de energia solar entrem em funcionamento até o final deste ano (2021) gerando novas vagas de emprego.

Leia também

Mini usinas de energia solar no Piauí

Segundo Viviane Moura, superintendente do Programa de PPP no Piauí, muitas famílias serão impactadas diretamente pelas mini usinas instaladas em parceria do governo do Piauí e confirmadas pela Aneel, ao todo mais de 90 mil pessoas se beneficiarão. A estimativa é que os investimentos irão gerar empregos antes e depois da finalização das obras. As mini usinas de energia solar, chamadas de parque solar, se tratam de um sistema que utiliza a energia do sol projetado para a produção de eletricidade em alta tensão para distribuição.

Um ponto inovador das mini usinas instaladas pelo governo do Piauí e asseguradas pela Aneel é que elas possuirão a tecnologia de tracker, que posiciona os painéis “seguindo” a luz do sol durante o dia, fazendo com que a produção das mini usinas de energia solar sejam cerca de 30% maior. Com um investimento de R$ 150 milhões, as usinas podem gerar, além das oportunidades de emprego, uma redução de 23% nos gastos do Estado e por ano irá proporcionar uma economia de mais de R$ 10 milhões no custo com energia elétrica.

Ficaram responsáveis pela construção, operação, manutenção e gestão das mini usinas de energia solar, que serão instaladas pelo governo do Piauí, as empresas: Consórcio Energia Sustentável, Consórcio Gm-Energia e a empresa goiana Brenge Par Engenharia e Participação.

Piauí, um estado líder em energia renovável

O Piauí é um dos estados brasileiros de grande destaque quando se trata de energia limpa, principalmente a energia eólica e solar. De acordo com a Aneel, o estado contabilizará ainda este ano (2021) o maior percentual de todos os estados, com uma expansão de 190,35 MW em sua matriz energética. Logo atrás do Piauí, estão os estados da Bahia com 155 MW e Rio Grande do Norte com 151 MW em sua matriz energética.

Geração de empregos através da energia solar

A expectativa para o ano de 2021 é que a fonte solar fotovoltaica traga cerca de 147 mil novos empregos aos brasileiros, de acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR). Os dados apontam também que o mínimo de investimentos no setor esse ano será de 22,6 bilhões, somando os segmentos de geração distribuída e centralizada.

Grande parte dos empregos gerados virão da geração distribuída que é a principal responsável por mais de 118 mil empregos no Brasil. Para a GD, a estimativa é que obtenha um crescimento de 90% frente ao total já instalado até 2020, transitando de 4,4GW para quase o dobro, 8,3GW.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.