Primeiro carro movido a hidrogênio da Hyundai percorre 900 km com um tanque cheio e purifica o ar enquanto se move

Valdemar Medeiros
por
-
30-08-2021 11:07:35
em Logística e Transporte
Carro movido a hidrogênio - carro - hidrogênio - Hyundai - mercado Na Coreia, com subsídios, o Nexo custa o equivalente a R$ 135 mil Foto: Divulgação

Observando os avanços na sustentabilidade da indústria de automóveis, a Hyundai lançou o seu primeiro carro movido a hidrogênio capaz entregar uma autonomia de 900 km e ser reabastecido em apenas 5 minutos

Atualmente o mercado de automóveis está focado nos carros elétricos ou eletrificados, como os híbridos MHEV e PHEV. Porém, a verdade é que nem tudo sobre tais veículos são flores, principalmente na parte das baterias, que ainda é uma dor de cabeça para o setor. Foi pensando nisso que a Hyundai estreou no mercado com o seu novo carro movido a hidrogênio.

Leia também

Hyundai Nexo possui 900 km de autonomia

Test Drive – SUV movido a hidrogênio – Interior e Exterior

Na Austrália, o primeiro carro movido a hidrogênio da Hyundai já está disponível no mercado. O veículo é capaz de percorrer 900 km com um tanque cheio e, enquanto se move, ainda purifica o ar. Pela primeira vez, a tecnologia das células de combustível a hidrogênio é aplicada em um carro comercializado e sendo capaz de ter uma autonomia tão alta com tempo de carregamento baixo.

O modelo que recebeu as células de hidrogênio foi o Hyundai Nexo, um pequeno carro de deslocação que alcança todos os fabricantes de automóveis do mundo e ainda bate um recorde no quesito sustentabilidade.

O veiculo possui apenas 6,27 kg de hidrogênio e consegue purificar 449.100 litros de ar durante uma única viagem, contribuindo com o meio ambiente e o consumo de respiração de mais de 30 pessoas durante o dia. Além disso, o tubo de escape o carro da Hyundai emite apenas água.

Carro movido a hidrogênio da Hyundai pode ser recarregado em apenas 5 minutos

O modelo da Hyundai não produz nenhum tipo de gás poluente, como o CO2. Um veículo equivalente ao Nexo, mas com um motor a combustão tradicional, ao percorrer os 900 km de autonomia, emite mais de 125 kg de gases poluentes.

O motor a hidrogênio entra no mercado para se juntar ao elétrico e fazer parte das soluções de mobilidade sustentável que o mundo está adotando. Para que a eletricidade seja gerada, o veiculo da Hyundai utiliza um sistema de células de combustível a hidrogênio que passa o gás por meio de uma estrutura de membranas onde encontra o ar retirado do ambiente externo, um processo que alimenta o motor elétrico.

O que resta da eletricidade que é gerada, incluindo a energia acumulada durante a travagem, é armazenada em uma bateria de íons de lítio. Além de todos esses detalhes e da autonomia, o modelo consegue ser reabastecido em apenas 5 minutos, tempo que pode ser igual ou menor ao de um carro a combustão.

Toyota ganha destaque com o seu carro movido a hidrogênio

Em julho, a Toyota realizou testes do seu Corolla movido a hidrogênio. O modelo de corrida foi equipado com um motor de 3 cilindros modificado para queimar hidrogênio como em um motor a combustão interna comum.

A Toyota além de inovar com seu Corolla, no mês de Junho, ainda bateu o recorde mundial de distância percorrida por um carro movido a hidrogênio com o modelo Toyota Mirai.

Ao total foram 1.000 km rodados em ruas francesas, com zero emissão de poluentes e com um único abastecimento. Vale ressaltar que o recorde do modelo poderia ter sido ainda maior, tendo em vista que ao fim do percurso o modelo ainda possuía 9 km de autonomia.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe