Novas férias coletivas são anunciadas pela Volkswagen em sua fábrica em Taubaté, no estado de São Paulo

Roberta Souza
por
-
30-06-2021 14:56:49
em Economia, Negócios e Política
Volkswagen – São Paulo – fábrica Unidade da Volkswagen/ Fonte: G1

A partir do dia 12 de julho, a fábrica da Volkswagen em Taubaté, no interior de São Paulo, terá novamente férias coletivas por 20 dias

A fábrica da Volkswagen em Taubaté, no interior do estado de São Paulo, terá férias coletivas a partir de 12 de julho, por 20 dias. O novo período de interrupção na produção acontece por falta de semicondutores e de módulos de airbag para montagem dos veículos. A montadora comunicou o Sindmetau (Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região) na sexta-feira (25/06) sobre a nova parada na produção. Veja ainda: Mesmo focando em carros elétricos, Volkswagen afirma que carros “dirigidos por robôs” serão o futuro da indústria automotiva

Férias coletivas dos trabalhadores da unidade da Volkswagen, em São Paulo

Este será o segundo período de férias por falta de componentes para cerca de 2 mil trabalhadores dos dois turnos, tendo sido o primeiro de 7 a 16 de junho. Em Taubaté, a Volkswagen produz os veículos Gol e Voyage. A fábrica também está sendo preparada para um novo ciclo de produtos com a implantação da plataforma MQB.

O Sindmetau (Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região) vai acompanhar a situação da falta de insumos. Segundo a Volkswagen, está em estudo a possibilidade de que os 20 dias de férias coletivas sejam prorrogados por mais dez dias.

Enquanto estiver parada, a fábrica da Volkswagen em Taubaté, no interior do estado de São Paulo, receberá atualizações na linha de montagem. A planta será responsável pela produção do inédito Polo Track, que utiliza a plataforma MQB-A0 e que será o novo veículo de entrada da montadora, aposentando de uma vez Fox, Up! e Gol.

A montadora anunciou que usará apenas etanol em toda a sua frota brasileira de caminhões

Focada na redução de emissões de CO2, a montadora de veículos Volkswagen afirma que utilizará apenas etanol em sua frota de caminhões, deixando de emitir 1.700 toneladas de gases por ano e se comprometendo com seu Programa Global. Segundo Pablo Di Si, Presidente & CEO da Volkswagen na América Latina, o etanol é um biocombustível com baixa emissão de carbono e também uma fonte renovável e limpa de energia. Ele possui sustentabilidade em toda sua cadeia, levando em consideração o conhecido conceito “do poço à roda”, isto é, desde sua aquisição, transporte e refino, até o seu uso nos motores e escapamentos dos caminhões.

O etanol é essencial quando se trata de redução nas emissões de carbono das indústrias automobilísticas. A Volkswagen, tendo em vista a importância do etanol, fará o abastecimento de seus caminhões flexfuel de sua frota interna com o biocombustível.

Veja ainda: Volkswagen anunciará novos investimentos para fábricas no país ainda no segundo semestre deste ano

O presidente e CEO da Volkswagen, Pablo Di Si, disse em entrevista exclusiva que a marca vai anunciar, no segundo semestre, os investimentos nas fábricas e nos segmentos de compactos (novo Gol ou substituto dele), picapes (nova Saveiro) e SUVs. O executivo disse que a Volkswagen demorou 10 anos para entrar no segmento de SUVs. Segundo ele, o Taos e a Volks vão disputar a liderança do segmento com o Compass e a Jeep.

A entrevista foi realizada na pista de provas da Goodyear, em Americana (SP), durante uma apresentação do SUV Taos. Pablo Di Si afirmou que já convidou o novo CEO global da Volkswagen, Ralf Brandstätter, para participar do evento no segundo semestre. Na ocasião, a Volks vai anunciar seu novo ciclo de investimentos nas fábricas do país.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos