Início Lula diz que não é verdade que alta dos preços dos combustíveis no Brasil tenha a ver com a guerra na Ucrânia

Lula diz que não é verdade que alta dos preços dos combustíveis no Brasil tenha a ver com a guerra na Ucrânia

29 de abril de 2022 às 13:14
Compartilhe
Siga-nos no Google News
lula em entrevista dizendo que preços dos combustíveis não tem a ver com a guerra na ucrânia
Petista é pré-candidato à Presidência da República

O ex-presidente da República que também é pré-candidato nas eleições deste ano também disse que iria “abrasileirar” os preços dos combustíveis se caso vencesse

O ex-presidente da República e também pré-candidato nas eleições de 2022, Lula, concedeu uma entrevista na manhã desta sexta-feira (29) à Rádio Jornal de Pernambuco. Na ocasião, o petista disse que não era verdade que a atual alta no valor dos combustíveis no Brasil tenha a ver com a guerra na Ucrânia.

Acontece que desde 2016 a Petrobras tem a política de estabelecer os preços dos combustíveis derivados do petróleo baseado no valor do dólar internacional. Apesar do país produzir mais petróleo do que consome, sendo assim chamado de autossuficiente, ainda há a necessidade de importar o produto. E um dos exportadores principais do planeta é a Rússia, que vem sofrendo sanções econômicas por invadir a Ucrânia.

Artigos recomendados

Lula – mais uma vez – criticou esse atual modelo criado durante o governo de Michel Temer e disse que colocará em prática ações para diminuir o alto valor da gasolina e do gás de cozinha sobre um sistema que chamou de “abrasileirar” os valores. Para o ex-presidente, o preço não precisa ser de paridade de importação e prometeu: “pode se preparar que você vai encher o tanque do seu carro com o preço da gasolina em real”.

“Não é verdade que a guerra da Ucrânia tem influência nos preços (da gasolina) aqui no Brasil. 50% da inflação brasileira é da responsabilidade dos preços controlados pelo Governo. É energia elétrica, e óleo diesel e é gasolina. O governo que crie vergonha e tenha coragem de dizer para Petrobras que os preços não serão internacionalizados”, disse Lula em entrevista à Rádio Jornal de Pernambuco.

Lula fala dos preços dos combustíveis no minuto 10:00 e no minuto 20:11

Lula constrói discurso padrão para solidificar imagem de que é a solução para diminuir preços dos combustíveis

Em ritmo de pré-campanha eleitoral, Lula tem emplacado várias entrevistas à rádios pelo Brasil, sendo o preço dos combutíveis um dos principais temas abordados, afinal, o brasileiro tem sofrido com a escalada nos valores dos últimos meses.

O discurso desta sexta à Rádio Jornal de Pernambuco foi bastante parecido com o de três semanas atrás na rádio Rádio Jangadeiro, no Ceará. Na oportunidade, o petista utilizou o termo “abrasileirar” ao prometer uma uma nova política no preço da gasolina e criticou o fim da sociedade entre Petrobras e BR Distribuidora.

“Quando fatiaram a BR Distribuidora, disseram que iria ter mais concorrência. Hoje temos 392 empresas importando gasolina e vendendo a preço internacional”, disse. Sobre a inflação, disse que ela “50% são pelos preços administrados pelo governo, preços que o governo poderia controlar e não está controlando”, falou.

Relacionados
Mais recentes